5 de abr de 2006

senna

Falamos de como é possível fazer amizades virtuais. Gostar e criar amizade com pessoas que nunca vimos, só por conversármos por scraps no orkut ou msn. Isso é muito simples de explicar. Difícil é explicar como se pode amar alguém com quem vc nunca trocou uma palavra, que nem sabe que vc existe. Eu passei por isso. Quem é? Ele foi e continua sendo uma grande paixão. Ele foi e é o único ídolo que tive na vida: Ayrton Senna.

Muitas vezes me questionei isso: como gostar tanto de alguém numa relação de mão única? de alguém que nunca soube que vc sequer existia? Não sei explicar isso. Ainda bem que outras milhões de pessoas tb não sabem. Mas eu o amei e ainda o amo. Desde o início corri com ele, fiz cada curva, dei cada freada, tive raiva, alegrias e todos os demais sentimentos. Muitas vezes terminei de assistir as corridas com dor nas pernas, de tanto que eu freiava. Adorava sua sinceridade. Não é qualquer um que tem a coragem de dizer ao mundo que segundo lugar não serve para ele, que essa coisa de "o importante é competir" é conversa fiada. Ele preferia quebrar o carro do que não lutar até o limite pelo primeiro lugar.

Nunca vou me esquecer daquele primeiro de maio...Tenho todas as imagens vivas em minha mente como se tivessem acontecido hoje. E a parte mais forte de todas é do momento em que ele tombou a cabeça. Ali eu soube que ele tinha morrido. E chorei, e choro sempre que assito imagens dele, sempre que ouço a Tema da Vitória, assim como choro nesse momento em que estou escrevendo. Um choro doído, como se tudo tivesse acontecido hoje.

Como pode ser isso? De onde vem esse sentimento? Como posso sentir isso 12 anos depois? Não sei e nunca saberei.

Foi com a perda dele que eu conheci , de verdade, o que representa a palavra saudade.

Ele está vivo na minha vida, no meu mundo, no meu quarto. Os posters, os livros, as miniaturas dos carros, do capacete, dos DVD's... ele está por todo lado.

Na minha vida, no meu coração existe um buraco que ninguém, ninguém mesmo jamais preencherá.

8 comentários:

  1. Óia eu aqui!!
    Falei sério quando disse que você não se livra mais de mim.
    O Vida é importante pra você, mas é importante para nós também.Nós que te gostamos muito,te respeitamos,admiramos.
    Para pessoas que, assim como eu, aprendem muito com suas experiências,suas palavras,opinões.
    Adotei você na minha família,como se fosse parte dela.Tamanho é o carinho que já tenho por você.
    Que bom que voltaste.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu era mega apaixonada pelo Ayrton Senna, tinha tudo recortes, revistas, na minha adolescência ele era a minha fuga... me imaginava namorando ele, conversando com ele.... ele foi meu primeiro namorado virtual assim por dizer rs.

    Meu pai tinha morrido transformado minha mãe em viúva, e eu tinha 2 irmão pequenos pra ajudar a criar, então de uma noite pro dia, passei a trabalhar e estudar muitoooo cedo, e ele era a minha distração, motivação de uma vida glamorousa de vitórias....

    Minha mãe achava doentio isso... mas como eu lia muito ele acabava povoando meus sonhos secretos rss de menina.

    Quando ele morreu eu fiquei parada, passada.. estática...lembro de não ir na escola por uma semana, e depois de retirar e guardar tudo o que eu tinha dele...

    o que fica hoje é que o que ele deixou e ficou torna a realidasde de milhares de pessoas melhor com seus programas de apoio e parceria para a educação... e vejo que uma pessoa se tornou um ícone maior ainda do que já era, um sinal de esperança...

    Todo domingo se tornou uma lembrança onde eu aguardava com meu pai ainda vivo ver ele vencer uma corrida, na verdade ele vencia e o Brasil todo vencia tb.... e minha vida era diferente...

    Hoje essas lembranças me trouxeram conforto e desconforto... interessante né?

    ResponderExcluir
  3. Luci,
    Estou bisbilhotando vc. Li seu post Casa Nova no TT e todos os posts que já estao na nova casa.

    Estou pedindo licença pra me chegar... nao a conhecia, imagino a falta que fez a quem a conhecia no tempo que ficou out! Posts de vida bonita, sentimentos intensos, mulher pra caramba!

    Também segui Senna como vc! só nao fui apaixonada por ele como vc. rsrs

    Muito prazer em conhecer essa bela mulher!

    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oi Luci,

    É compreensível, de uma forma que não dá para explicar, mas dá para entender. ;oD

    Senna, quem não se emociona com imagens, vídeos, não tem sensibilidade. Pois, até eu que não sou apaixonada, mas que admirava e muito, choro e arrepio toda vez que escuto o Tema da Vitória.

    Tem uma pessoa que é super fanática quando se trata de Senna: meu namorado. Ele é alucinado! =)

    Beijos

    Ps.: que bom ter você de volta! ;oD

    ResponderExcluir
  5. OI,LUCI!QUE BOM QUE VC ESTÁ DE VOLTA!!SENTI SUA FALTA .....BJ E UM OTIMO DOMINGO PRA VC!

    ResponderExcluir
  6. Acho que muitos sentem o mesmo ou como diz a Ju ele foi namorado virtual de muitas. Até hoje tenho pastas e pastas com fotos dele, poster .. DVD .. chorei muito naquele 1 de maio. recebi ligações de varias pessoas .. dia pra nunca se esquecer ..nunca.

    Luci flor bom ler seus textos bom que vc voltou..rsrrss

    ResponderExcluir
  7. O Senna tinha fibra de campeão, isso não é pra qq um, só determinadas pessoas.
    Meu Daniel era - é - apixonado por ele assim como vc, foi um luto pra ele, ainda criança.
    Em um momento de fraqueza, de dificuldade dele, falei sobre o Ayrton, de como ele encarava os desafios, isso bastou, Daniel aguentou o tranco e venceu tb, que legal ter bons exemplos, isso anda em falta.

    Beijo,

    ResponderExcluir
  8. TB NAO SE LIVRA DE MIM ASSIM, FACILZINHO, NAO! BJS! E VAO BORA PRA FRENTE! MESMO DANDO UM RETROSPECTO, ESTAMOS ANDANDO PRA FRENTE, ANO ESTAMOS:
    BJKA!
    ;-)

    ResponderExcluir