10 de ago de 2006

Hoje faz um mes que minha mãe se foi... Se me perguntassem como eu estaria no dia de hoje, minha resposta seria o oposto de como estou. Estou tranquila e não chorei uma vez sequer. Já não penso nela como estava, com a doença. Me lembro de momentos tão bons e felizes... Me sinto uma privilegiada por ter sido filha dela. Há tantas lembranças boas, tantos momentos importantes. Na realidade, as vezes tenho a impressão de que tudo aconteceu há muito mais tempo. Hoje só sinto saudade de uma coisa: de seus beijos e abraços repletos de carinho e amor.
Nesse último mes, muita coisa mudou em mim. Não sei bem se o verbo é "mudar". A cada dia que passa me sinto mais tranquila, mais relaxada. Tenho feito coisas , mexido em coisas minhas que há muito eu não fazia ou mexia. Não há uma ordem, não há planejamento. Tenho deixado fluir. Faço o que tenho vontade naquele momento. Mexo no que dá vontade. Coisas que ficaram contidas em mim, hoje estão voltando. Porém o mais importante de tudo é que não me arrependo de nada que fiz ou deixei de fazer por ela. Faria tudo de novo e muito mais.

Um comentário:

  1. É exatamente assim que me sinto em relação ao meu pai.

    ResponderExcluir