5 de dez de 2006

papai noel existe

Vou começar falando de algo que gosto muito: o Natal!!
Muita gente diz não gostar por ser uma época muito triste, mas nunca vi assim. Gosto de tudo que envolve o Natal. A arrumação da casa, as compras dos presentes, os cartões e mensagens, os trabalhos sociais (que claro não devem ser somente nesta época), adoooro Papai Noel, aaaamooo assistir filmes de natal (tenho um montão), sempre releio um livro que tenho com contos de natal, gosto de ver a decoração espalhada pela cidade, de brincar de amigo oculto, de cozinhar, de comer todas aquelas gostosuras, muita rabanada (ah como eu gosto de rabanadas, quando me levanto no dia seguinte a primeira coisa que faço, antes mesmo de ir ao banheiro, é comer uma rabanada), enfim, gosto de tudo!!!
Ontem fui pegar as coisas para decorar meu apartamento para o Natal. Este ano foi diferente ao mexer em tudo aquilo, pois como é o primeiro natal que meus pais não estão mais comigo, pensando nisso, viajei através de diversos Natais, principalmente os da minha infância. E existe um fato muito marcante para mim, que foi quando e disseram que Papai Noel não existia.
Eu tinha 7 anos, e quem me contou foi o irmão mais velho de um amiguinho meu, aliás, ele foi mais do que meu amiguinho, foi meu primeiro namorado. Lembro que meu amigo brigou com o irmão por ter me contado isto. Eu não tive um grande choque, na verdade fiquei pensativa sobre o assunto. Não questionei ninguém sobre isso, mas decidi que nesse ano eu iria confirmar tal fato.
Eu e meu irmão sempre arrumávamos um lugar onde Papai Noel deixaria nosso presente. Na véspera sempre íamos durmir cedo, para que Papai Noel passasse logo, pois ele não deveria ser visto. Nessa noite, depois que minha mãe nos colocou na cama, eu fiquei quietinha fingindo que dormia. Estava decidida a esperar por ele.
Eu morava numa casa de dois andares, e quando descíamos os degraus, a partir de uma parte da escada, começávamos a ver a sala. Num determinado ponto, a parede se abria, seguindo reta, e vinha o corrimão da escada, para baixo, onde aliás eu adorava deslizar. Deu para entender?
Quando vi que a luz do quarto dos meus pais havia sido apagada, esperei mais um pouquinho, me levantei bem devagar e fui andando na ponta dos pés para não fazer barulho.
Ao chegar na parte da escada onde podia ver a sala, e de onde eu pretendia fazer plantão para esperar para ver se Papai Noel viria, olhei para a janela, daquelas grandes, de madeira, e vi um pedaço de pano vermelho saindo por uma fresta. Juro que eu vi!! Era ele que acabara de passar e deixado nossos presentes. Ele existia!!! E ninguém poderia me convencer do contrário. Eu havia visto.
Depois de todos esses anos, eu ainda sou capaz de afirmar o que eu vi, a imagem é nítida em minhas lembranças, nunca se desfez e eu adoro me lembrar disso. E se alguém me perguntar se eu acredito em Papai Noel, vou responde sem piscar: sim, eu acredito!!!!

A foto é do primeiro namorado. Não formamos um casal muito fofo??

13 comentários:

  1. Daisy

    Amiga fico contende em ver você toda animada, não tive tempo ainda para fazer uma visita e tomarmos um vinho, juro que vou arrumar um tempo para lhe dar uma grande abraço de Natal,eu também adoro arrumar a casa para o Natal.
    Muitos beijos.
    04 de dezembro 15:17

    05 de dezembro 15:23

    ResponderExcluir
  2. Daisy

    Amiga fico contende em ver você toda animada, não tive tempo ainda para fazer uma visita e tomarmos um vinho, juro que vou arrumar um tempo para lhe dar uma grande abraço de Natal,eu também adoro arrumar a casa para o Natal.
    Muitos beijos.
    04 de dezembro 15:17

    05 de dezembro 15:23

    ResponderExcluir
  3. Marcinha do Orkut3 de março de 2007 15:08

    Eta coisa boa...

    Se papai noel te fez voltar a escrever. Eu acredito nele!

    Vou escrever uma lista enoooooooooooorme de presentes!

    Beijo


    05 de dezembro 15:22

    ResponderExcluir
  4. Marcinha do Orkut3 de março de 2007 15:08

    Eta coisa boa...

    Se papai noel te fez voltar a escrever. Eu acredito nele!

    Vou escrever uma lista enoooooooooooorme de presentes!

    Beijo


    05 de dezembro 15:22

    ResponderExcluir
  5. Mas que fofos!! Adorei a foto!!!!

    ResponderExcluir
  6. Mas que fofos!! Adorei a foto!!!!

    ResponderExcluir
  7. Oiee, Luci!!



    ahh, que bom, Blog novo seu!! tudibão.com.br hehehhe

    e este é bem blue, mesmo!!

    ResponderExcluir
  8. Oiee, Luci!!



    ahh, que bom, Blog novo seu!! tudibão.com.br hehehhe

    e este é bem blue, mesmo!!

    ResponderExcluir
  9. (名前なし)
    Oie linda!!!amei a foto,ke fofinhus!!!!bju ;*

    ResponderExcluir
  10. (名前なし)
    Oie linda!!!amei a foto,ke fofinhus!!!!bju ;*

    ResponderExcluir
  11. Lucizinha,

    Que história linda de Natal, eu acredito em vc e acredito no Bom Velhinho.
    Bem, comigo foi um pouco diferente, eu acordei no meio da noite, havia luz na sala, olhei pela porta entreaberta do nosso quarto e vi meu pai e minha mãe embrulhando presentes na sala, aí pensei "ah, eu sabia que era ele!", não fiquei triste, já desconfiava do meu pai, rs

    ResponderExcluir
  12. Ah, a foto é linda, escolheu um gatinho!!
    O carro é um Gordini? Ô, tempo bom, tudo mais romântico.

    ResponderExcluir
  13. Tenho em minha vida uma passagem bem similar a sua e volto a afirmar sempre não sou São Tomé, eu apenas sei que Papai Noel existe.

    Feliz Natal amiga linda. Que o Papai Noel encha sua vida de muita alegria. E que 2013 venha repleto de realizações.

    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir