10 de jan de 2007

seria um mosaico

Eu tenho tido vontade de escrever e vou deixando para depois, mas de hoje não pode passar certas coisas...
Quem lia meu blog anterior sabe que eu não tenho medo de falar do que sinto. Então vou falar do meu Natal.
Este foi o Natal da saudade...
Uns dias antes da data oficial eu já me via envolvida numa grande saudade. Tudo me dava saudades. E eu chorava... Eu até arrumei a casa com enfeites de Natal, que sempre gostei. Porém um domingo antes tirei tudo porque só faziam aumentar minha saudade, minha dor. As compras no supermercado só trouxeram saudades... o panetone... os bombons sonho de valsa... as nozes... o bacalhau gomes de sá... só saudades...
Decidi que passaria meu Natal sozinha, ou melhor, acompanhada de minha saudade. Não atendi o telefone por 3 dias, não queria falar disso nem ouvir as pessoas falando de como seria difícil o meu Natal. Queria ficar quietinha, eu e minha saudade.
Sofri demais com a morte do Ayrton Senna. Quem lia meu blog sabe que foi com ele que aprendi o significado da palavra saudade...
Aaahhh mas eu não sabia nada de saudade até perder minha mãe.
Mãe, te amo eternamente! Como você faz falta....

Desculpem, mas depois de escrever isso, não vou falar de mais nada... o resto fica prá depois mesmo...

4 comentários:

  1. não vou falar mais nada também....já falei, Luci....
    eu não tinha lido aqui....

    agora, li....


    força e fé, amiga!!!

    beijo
    19 de fevereiro 16:01

    ResponderExcluir
  2. não vou falar mais nada também....já falei, Luci....
    eu não tinha lido aqui....

    agora, li....


    força e fé, amiga!!!

    beijo
    19 de fevereiro 16:01

    ResponderExcluir
  3. Luci eu amo você , mas não sei mexer nesse trem!
    Beijos Vanda
    20 de fevereiro 22:08

    ResponderExcluir
  4. Luci eu amo você , mas não sei mexer nesse trem!
    Beijos Vanda
    20 de fevereiro 22:08

    ResponderExcluir