10 de fev de 2007

um dia de preguiça


Esta semana voltei a trabalhar depois de 23 dias dias de férias. Escritório cheio de novidades e eu ainda arrumei mais.. Porém isso é outro assunto. Tinha um monte de coisas a resolver, já que nas férias não quis me preocupar com nada, então desde quarta-feira comecei a fazer uma listinha de tudo que tinha que fazer nesse sábado (hoje).
Finalmente o sábado chegou e eu não fiz absolutamente nada!!! Levantei as 8:30 hs, olhei pela janela e vi um sol de rachar e um calor doido... voltei prá cama e durmi até as 11:30 hs. Com muito sacrifício, porque o corpo protestava, tomei um banho, fiz um cafá para acabar de acordar. A partir daí li o jornal, mexi aqui, mexi ali . Eu não gosto de contrariar meu corpo e minha mente. respeitei-os e os poupei ao máximo. Acho que ficaram mal acostumados com as férias. Almoço? Cozinhar? Lá foi uma lasanha congelada da sadia para o forno hehehe E aí... aquela sonequinha básica que não podia faltar. Afinal, fazer nada cansa muito . Acordei nostálgica, coloquei velhas músicas e fui mexer em velhas coisas há muito guardadas. Encontrei um caderno onde as amigas escreviam, outro caderno onde eu escrevia poemas nas décadas de 70 e 80 hahaha, poemas de amor... lembrei dos amores que já tive e do amor que hoje tenho, que também me causa nostalgia de momentos tão recentes. Acho até que vou escreveu um poema para ele.
Well, são 20:44, acabaram de entregar a pizza que pedi. Vou comer e depois abrir um vinho que tá gelando e assistir um filme. Bom domingo para todos, com muito amor!

Ah o celular sobreviveu, mas será trocado logo logo. O meleca perde sinal dentro do meu apartamento. tem sempre que ficar perto da janela. E agora deu prá sumir tudo. :( Não aguento mais ler "procurando rede" e eu andando pela casa igual uma retardada procurando sinal.

2 comentários:

  1. Ah, eu sei muito bem como é isso!! Eu tive um Oi que só dava sinal perto da geladeira ou perto da cômoda. Tinha que ficar imóvel como uma retardada nesses lugares se quisesse falar... Ninguém merece!
    Poema! Ôba! Depois quero ler!!
    Beijos e muito amor pra você também...

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu sei muito bem como é isso!! Eu tive um Oi que só dava sinal perto da geladeira ou perto da cômoda. Tinha que ficar imóvel como uma retardada nesses lugares se quisesse falar... Ninguém merece!
    Poema! Ôba! Depois quero ler!!
    Beijos e muito amor pra você também...

    ResponderExcluir