2 de mar de 2007

borocochô

Nos últimos dias, desde sábado para ser mais precisa, que eu estou borocochô. De início comecei a repensar alguns comportamentos que tenho tido e que preciso mudar. Depois comecei a ficar com minha auto-estima em baixa. Muitos amigos do orkut questionaram a foto que coloquei no meu perfil: a Fiona do Shrek, mas era assim que tava, ou melhor, ainda estou me sentindo: uma ogra. Com o passar dos dias tudo foi piorando, cada vez mais questionamentos, mais críticas. Tanta coisa que eu quero e preciso fazer e que vou adiando. A princípio esse sentimento pode parecer ruim, mas não é. Acredito que precisamos, de vez enquando, em algum momento, nos questionar, analisar nossa vida, nosso comportamento, nosso sentimento e tentar mudar para sermos melhor, para termos uma vida melhor. Tenho certeza que no final o resultado será positivo.
Uma amiga me disse hoje que estou "reflexiva" :) Eu andei brincando que devia ser meu inferno astral. :P
Hoje à noite conversando com minha professora de pilates, a Fernanda, comecei a falar disso e de repente eu me dei conta de algumas coisas. A primeira é que sempre faço um barulho enorme por causa do meu aniversário. Começo a falar dele um mes antes, não deixo ninguém esquecer. Adoro aniversário. Eu até lembro de ter falado para umas duas pessoas sobre o niver, mas depois parei. Me vi totalmente desanimada pela primeira vez. Nessa conversa com a Fernanda, ao observar meu desãnimo, me dei conta de que é meu primeiro aniversário sem minha mãe. Será que é isso no meu sub conciente que me deixou assim? Por outro lado me dei conta também que não tenho o melhor remédio para quando me sinto assim como estou: colo de mãe! Sempre que estava triste, prá baixo, "reflexiva", eu gostava de deitar no colo dela e ela me fazia cafuné. Não necessariamente precisávamos conversar. Era um momento mágico onde eu carregava minhas baterias.


11 comentários:

  1. eu acho a Fiona uma gata!
    acho que vc deve pensar na sensação boa que era deitar no colo da sua mae mais do que na falta que ela faz fisicamente
    vc sabe q ninguem deixa ninguem de verdade pricimpalmente as maes
    bjs

    02 de março 17:25

    ResponderExcluir
  2. eu acho a Fiona uma gata!
    acho que vc deve pensar na sensação boa que era deitar no colo da sua mae mais do que na falta que ela faz fisicamente
    vc sabe q ninguem deixa ninguem de verdade pricimpalmente as maes
    bjs

    02 de março 17:25

    ResponderExcluir
  3. Hum, também tenho esses momentos borocochô, sabe? Acho que todo mundo um dia passa por eles... E colo de mãe faz falta mesmo, concordo plenamente, ainda que minha mãe não fosse tão pródiga com eles quanto a tia, hehehehe...
    Engraçado, quando vi a Fiona no seu avatar nem passou pela minha cabeça que vc a estava ligando à feiura, ou coisa parecida... Eu acho a Fiona um barato!
    Você também é um barato, e eu amo você!
    Mil beijos!!! XD

    ResponderExcluir
  4. Hum, também tenho esses momentos borocochô, sabe? Acho que todo mundo um dia passa por eles... E colo de mãe faz falta mesmo, concordo plenamente, ainda que minha mãe não fosse tão pródiga com eles quanto a tia, hehehehe...
    Engraçado, quando vi a Fiona no seu avatar nem passou pela minha cabeça que vc a estava ligando à feiura, ou coisa parecida... Eu acho a Fiona um barato!
    Você também é um barato, e eu amo você!
    Mil beijos!!! XD

    ResponderExcluir
  5. A princípio a idéia foi mesmo essa, de estar me sentindo uma ogra... mas eu tb adoro a Fiona. Aliás, as atitudes, seriam as mesmas que eu teria. O importante é amar, é ser feliz! :)

    Ah Beto, eu nunca vou me esquecer desse colo. E esteja certo de que meu sofrimento é muito menor do que seria se ela ainda estivesse aqui sofrendo.

    ResponderExcluir
  6. Ah!!! O tal "balanço"... Eu acabei de concluir um q comecei no final do ano... pelo menos é a sensação que tenho. Não sei pq mas neste momento pipocam coisas q nos deixam tristes e os bons momentos ficam recobertos por uma fina camada de poeira. Talvez daí a idéia de levantar e sacudir a poeira, dar a volta por cima. Enfim, a vida é assim - feita de momentos...

    ResponderExcluir
  7. Ah!!! O tal "balanço"... Eu acabei de concluir um q comecei no final do ano... pelo menos é a sensação que tenho. Não sei pq mas neste momento pipocam coisas q nos deixam tristes e os bons momentos ficam recobertos por uma fina camada de poeira. Talvez daí a idéia de levantar e sacudir a poeira, dar a volta por cima. Enfim, a vida é assim - feita de momentos...

    ResponderExcluir
  8. Eu particularmente acho estes momentos incríveis, porque quando findos nos garantem uma força de vida bem maior. Curto cada momento dessa etapa de nossas vidas com muita intensidade, deixando toda dor vir a tona e depois é só libertá-la e deixar a vida fluir novamente.

    ResponderExcluir
  9. A Fiona eh otima, mas o colo da mae ah esse a gente passa o resto da vida querendo.Luci tu nao vais estar so, porque afinal, ela esta contigo em tudo de bom que introjetaste dela...
    bjs

    ResponderExcluir
  10. A Fiona eh otima, mas o colo da mae ah esse a gente passa o resto da vida querendo.Luci tu nao vais estar so, porque afinal, ela esta contigo em tudo de bom que introjetaste dela...
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Não precisa publicar.
    Nada é por acaso mesmo. Esse teu post é antigo pelo que ví, mas hoje amanhecí tão frágil, coisa que nunca posso ser, e você me fez lembrar da minha avó... Ah como eu queria hoje o cafuné dela... Lindo texto Luci,obrigada. Bjo

    ResponderExcluir