24 de dez de 2007

rabanadas

Se tem uma coisa que não pode faltar no meu Natal é rabanada! Troco por qualquer outra coisa! Gosto tanto, que mamãe de vez enquando, fazia para mim, mesmo sendo fora de "época" :) E, modéstia à parte, eu adoro a rabanada que faço. Prá começar gosto dela da forma mais simples. Tá certo que existem outras variações gostosas, mas rabanada, para mim, tem que ser simples.

Para um pão de rabanada: 3 ovos batidos com uma pitada de sal (tem que bater até perder o cheiro de ovo), meio litro de leite (se faltar pega mais) misturado com 3 colheres de sopa de açúcar (tem que ser docinho, senão o miolo da rabanada fica sem gosto), açúcar e canela em pó misturados.


Cada pessoa tem seu segredinho na cozinha.. as pessoas me perguntam por que minha rabanada fica alta e não murchinha. Bem, eu não deixo dentro do leite. Coloco no leite e vou virando, uma a uma, deixando ficar molhada. Se colocar diversas fatias dentro do leite, a fatia de pão fica encharcada. Aí passo no ovo e passo o dedo para tirar o excesso. Lembre-se, uma de cada vez. Então fritar! Cuidado com a gordura quente demais, senão doura por fora mas não cozinha por dentro.


Quando ficar douradinha colocar no papel tolha para tirar o excesso de gordura, passar na canela com açúcar e aí... é comer comer comer!!!!!





Beijo e uma ótima quinta-feira, ho ho ho
Paz e Bem

15 comentários:

  1. aiii isso não se faz com quem tá de dieta :) hummm

    ResponderExcluir
  2. Rabanada! Que tudo!!! Mamãe também fazia, papai era fanático por essa delícia!!
    Muito bom!!

    ResponderExcluir
  3. Este ano não ficarei lendo seus comentários de comidas deliciosas pois preciso entrar em forma imediatamente...rs.rs.......

    ResponderExcluir
  4. Este ano não ficarei lendo seus comentários de comidas deliciosas pois preciso entrar em forma imediatamente...rs.rs.......

    ResponderExcluir
  5. eu farei menos coisas calóricas, ops deliciosas :)

    ResponderExcluir
  6. Oi, Luci,
    Rabanada tem gôsto de infância, de Natal feliz, me lembro de ficar de longe vendo a vovó preparar aquele monte de rabanadas! Que saudades!
    Todos os anos eu digo que não vou fazer rabanadas, afinal já tem tantas outras coisas...mas acabo fazendo,rs! As minhas são molhadas no leite de coco, ficam bem gostosinhas também!
    Beijão pra você!

    ResponderExcluir
  7. Continuo precisando entrar em forma, mesmo três anos depois. Longe dos torpedinhos da morte...rs.rs....

    ResponderExcluir
  8. Luci, que delícia! Amo de paixão rabanada, é muito gostoso! Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi Luci...huuumm...deliciosas, vc acredita q senti o cheiro daqui de casa? E pela foto,com certeza ficaram uma delícia !!
    Valeu o carinho de passar a receita com o "pulo do gato".
    Paz e bem prá vc tbm querida.
    beijo.

    ResponderExcluir
  10. Ai Jesus! Essas são as verdadeiras rabanadas cheias de coisinha doce e memória boa!

    Luci, vem aqui em casa fazer umas pra mim! hahahahah

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. 1O, nota 10!!!!!!

    Minha mãe tb sempre fez assim, mesmo sendo portuguesa, e eu aprendi igualzinho.

    As tuas rabanadas ficaram com um visual maravilhoso, estou sentindo o cheiro e até o gostinho, hummmmm

    Beijo,

    ResponderExcluir
  12. Hum! Natal sem rabanadas não é Natal. Vou testar sua receita. Bjs

    ResponderExcluir
  13. hummm, adoro! costumo colocar leite condensado no leite, pra dar um gostinho extra. Mas, a tradicional também é uma delicia!

    ResponderExcluir
  14. Oi Luci, esta é a tradicional que minha avó e minha mãe faziam. Delícias.
    As minhas faço assim também mas coloco leite condensado no leite de vaca.
    Rabanadas, figo turco, o bolo de Natal que faço (receita antiga da família), damascos .......... não podem faltar no meu Natal rsrsr
    Beijos querida.

    ResponderExcluir