30 de abr de 2007

pastelão

Eu tinha 9 anos (faz tempo... hehehe) quando "encostei o umbigo" no fogão pela primeira vez. Sempre gostei de cozinhar e sempre ganhei elogios por conta disso. Costumo dizer que não é mérito meu, está no dna. Família mineira, mãe e tias cozinhando muito bem, fui feliz em herdar isso. Admiro muito as pessoas que se dedicam a gastronomia, como fazem pratos novos, receitas diferentes e criam. Arrumar um prato todo enfeitadinho então... Não faço parte da turma da gastronomia, e sim da culinária, vocês percebem o que quero dizer com isso? Durante muitos anos minha comida foi a do dia-a-dia, receitas simples, as vezes nem muito simples, mas gostosas. Nos últimos tempos passei a me interessar mais, em aprender coisas diferentes, mas a maior parte ainda são as receitas simples. Tenho aprendido sobre ingredientes e temperos que nunca usei. Comprei a Larrouse da Cozinha Prática para aprender mais um pouquinho. Fora o que aprendo com os amigos "chefs".
Meu brother diz que ninguém faz um arroz como o meu hehehehe. Tá certo, irmão é suspeito, e ele cozinha muito bem também.

Semana passada fiz uma receita que vem da família, simples e muito gostosa. Tirei uma foto e vou passar a receita para vocês.

Pastelão
Ingredientes: 1/2 kg de farinha de trigo, 2 gemas, 3 colh sp de manteiga, 3 colh sp de óleo, 1 colh de sp de fermento, sal a gosto e 1 xc de leite.
Amasse muito bem todos os ingredientes. O leite vai colocando aos poucos até que a massa não fique nem muito seca nem muito mole. Deixe descansar por uns 15 min. Divida a massa em 4. Abra cada parte em um prato fundo. Eu gosto bem fina, por isso as vezes sobra um pouco da massa, mas tem que ter o cuidado para ela não ficar fina dmais e furar depois de recheada (se notarem a foto teve um que arrebentou um pouquinho). Coloque o recheio caprichado, numa metade da massa e feche como um pastel, apertando as bordas. Leve ao tabuleiro untado e esfarinhado, e reforce fechando com a ponta de um garfo. Bata uma gema numa xícara até que ela não tenha mais cheiro, e acrescente um pouquinho de café (pronto, não o pó :P) e pincele sobre os pastelões. Forno baixo até dourar e bom apetite.
Nesses que fiz o recheio foi queijo branco cortado em cubos, orégano e azeitonas picadas. Pode fazer de frango, carne moída, enfim, do que vc gostar mais. Espero ter explicado direitinho, qualquer dúvida pode perguntar a "chef".
Para os bebedores de coca-cola é um ótimo acompanhamento. Mas combina tambem com cerveja e até um vinho.
Detalhe importante: Na foto, o pano de prato e a toalha, foram bordadas "By Luci" :)

28 de abr de 2007

feira dos nordestinos

Domingo passado fomos almoçar na Feira de São Cristóvão. Para quem não conhece, é um local bem antigo, onde os nordestinos se reunem para matar a saudade da terra natal. E nós cariocas, aproveitamos para comer e comprar coisas típicas, como um ótimo queijo coalho e uma boa carne de sol, e às vezes até dançar um forró, já que no local tem dois palcos onde sempre tem um conjunto tocando. Matei a saudade de comer um ótimo caldo de sururu. Segue algumas fotos "interessantes".




Que tal um caranguejo? É só escolher.


Na falta de opção :P



10 de abr de 2007

estive num pedaço do inferno

Nesse feriado tive companhia. Camila, minha sobrinha, e Raven, minha prima que mora em JF, vieram para minha casa. Foi muuuuito bom!!!!! Porém tudo tem uma excessão, e as meninas quiseram ir ao shopping no sábado à noite :( Quem me conhece bem, sabe o quanto odeio shopping, odeio aglomerações, mas para agradá-las lá fui eu. Por que tem gente que não consegue andar em linha reta? Têm que andar em diagonal e entrar bem na sua frente. E aqueles que a cada 4 passos batem no seu braço e quase o leva junto? E eu respirando fundo para não estourar...
Porém o ponto alto foi quando acabamos chegando numa parte nova do shopping onde ao redor do espaço tem muitos restaurantes e lanchonetes (não é a chamada praça de alimentação). Feira livre? É pinto perto da barulheira daquela gente falando. Falando? ops gritando... a única coisa que eu pensava era que precisava sair logo dali ou teria um treco.
Trabalhei com uma menina que dizia que domingo que ela não ía ao shopping não era domingo... tem doido prá tudo.
Ahhh mas achei um pedaço de paraíso no meio de tudo isso: uma livraria!!!!!
Tem dois lugares que me fascinam: livraria e papelaria :P Olhamos bastante e cada uma saiu com um livro novo. Porém o que me chamou a atenção foi o título de alguns livros. me diverti muito. Imaginem "Adultério para Iniciantes" !! Tipo: "vc quer ser um adúltero? então leia este livro, é muito bom, tem dicas ótimas"
"Mulher boazinha não enriquece" o que deve levar certas mulheres a se questionar bastante.. "quer dizer que se eu continuar sendo uma mulher boazinha vou morrer pobre..." e aí compra o livro para aprender os truques para enriquecer :D
Você conhce algum livro assim? desses que dá uma "vontade imensa" de ler? hahaha