7 de fev de 2008

Acabei de assistir, pela milésima vez, um filme que gosto muito: Encontrando Forrester. Um filme que fala fundo sobre algo que para mim é uma das coisas mais importantes na vida: amizade. Para mim a amizade é mais forte que amor. Na amizade há amor, assim como no amor de verdade tem que ter amizade. Na amizade há respeito, paciência, cumplicidade, carinho... Ser amigo não quer dizer pensar igual, mas respeitar o pensar do outro e brigar para que ele tenha a liberdade de pensar, de sentir e de agir. Ser amigo não é dizer só o que o outro quer ouvir, mas também é preciso saber dizer. Porém da mesma forma que se diz coisas indesejadas pelo outro, também é importante dizer coisas boas, dar carinho. Tudo na hora certa.

Já tive muitos amigos de verdade. Alguns, por diversos motivos, acabamos nos perdendo, mas eles ainda estão em meu coração e pensamento. Outros eu perdi de verdade, já se foram. Se eu tiver que escolher entre ter um namorado, um amor e uma amizade, não penso duas vezes, escolheria a amizade. Aliás já fiz isso diversas vezes na minha vida. Mas eu falo de amizade na essência da palavra. Digo isso porque “amigo” é uma das palavras mais banalizadas hoje em dia, chama-se todo mundo de amigo. Acho até que muita gente nem sabe o que é ter um amigo de verdade. Eu tenho amigos! E por meus amigos sou capaz de tudo. Muitas e muitas vezes optei em fazer um amigo feliz ao invés de escolher algo que me faria feliz e não me arrependo.
Fazer uma amizade não é algo fácil, ninguém vira amigo de uma hora prá outra. É algo que se vai conquistando. Alguns dizem que quem fala que tem mais amigos que os dedos de uma mão, está mentindo. Eu não estou, tenho mais que isso, mas não tenho mais que o número de dedos das duas mãos. Tenho em minha vida pessoas que gosto, que simpatizo, mas que não posso chamar de amigas no que acredito ser uma pessoa amiga.
Porém há uma parte difícil na amizade, que é quando vc não consegue conquistar a amizade de alguém que vc quer bem demais. Eu não me considero uma pessoa “normal” no que se refere a algumas coisas. Faço parte de uma comunidade no orkut que se chama “nasci na época errada”. As pessoas hoje não acreditam mais em certas coisas. Elas até querem que essas coisas existam, mas quando as encontra não acredita em sua veracidade. Está difícil de me entender? Um exemplo: Existe uma pessoa que conheço há muito tempo e que gosto demais dela. Uma pessoa que me ensinou muita coisa, que me despertou prá muita coisa, por quem tenho muuita admiração, muito respeito e que quero muito que seja feliz, que se realize... Mas não conseguimos ser amigos. Passamos bons períodos, brigamos diversas vezes e hoje, sim, precisamente hoje eu estou desistindo dessa amizade. Por mais que eu tente entender o seu jeito de ser e pensar, não consigo entender certas atitudes que acabam me deixando triste e muitas vezes magoando. É uma pessoa de muita sensibilidade embora prefira demonstrar o contrário. Não sou uma pessoa de desistir facilmente, mas todos temos limite. Acho que por esse motivo o filme me tocou muito mais hoje que das outras vezes. Por isso estou aqui escrevendo sobre amizade. Houveram algumas vezes que quis me afastar e dei adeus, mas acabei voltando. Hoje eu não dei adeus e nem sei o que dizer, simplesmente me calei. Talvez por isso eu saiba que é diferente.
Em compensação novas amizades têm chegado e têm me feito feliz. A vida é assim e isso eu já aprendi há muito tempo, que ela é feita de perdas e ganhos, que tudo tem seu tempo. Mas cada pessoa tem seu lugar no nosso coração, e embora existam pessoas me fazendo feliz, estou muito triste por essa perda. Tá, eu sei que vai passar, que tudo passa, mas hoje é assim que estou me sentindo diante dessa perda e é algo tão importante prá mim, que merece alguns dias dessa tristeza. Depois irá se tornar saudade e ficarão as boas lembranças, que são muitas. Mas é importante saber o momento de parar com algo e espero estar certa. Ser o melhor prá nós dois.
http://www.adorocinema.com/filmes/encontrando-forrester/encontrando-forrester.asp

5 comentários:

  1. Vou pegar esse filme na locadora.
    Concordo com você, Luci. Acho que o mais importante é a gente saber a hora de sair de cena também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Vou pegar esse filme na locadora.
    Concordo com você, Luci. Acho que o mais importante é a gente saber a hora de sair de cena também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que não quero sair da cena, nem ser expulso...rsr...

    Gilson

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem que não quero sair da cena, nem ser expulso...rsr...

    Gilson

    ResponderExcluir
  5. Dê, pega sim que conhecendo vc, vai amar o filme!!

    Gilson, depois de 30 anos de convivência e tudo que passamos, é impossível vc sair da minha vida!! Lov u

    bjuss

    ResponderExcluir