28 de ago de 2008

encerrando o período olímpico

Nos comentários do post anterior, as amigas Ursa e Flávia me "cobram" novos posts. Confesso que não tenho escrito por pura preguiça. O que não faltou foi assunto sobre as Olimpíadas, mas vou fazer só alguns comentários prá encerrar o tema.

Não posso deixar de falar do futebol masculino. Sabemos que existe a rivalidade com a Argentina, assim como já houve com Cuba no volei, como há no Rio a rivalidade do Mengão com Vasco e assim vai. Nunca pensei em dizer isso, mas parabéns aos argentinos. Perder lutando é uma coisa, mas perder daquela forma é vergonhoso. Não admito ver o que vimos. O futebol masculino tem muito que aprender com as meninas que lutaram até o fim. Que a prata valeu ouro. Aquelas que não jogam no exterior, voltam ao Brasil e estão desempregadas, ao contrário dos "homens" com seus salários fabulosos. Prá mim foi o pior momento das Olimpíadas. Aliás, só prá ilustrar, eu parei de assistir o jogo qdo a Argentina fez o primeiro gol.

Ah que maravilha ver a vitória da Maurren \o/\o/. Depois de se machucar em uma Olimpíada e não participar da outra pelo problema de dopping, ela merecia isso. Como é bom ver a alegria de quem consegue.


E o que falar das meninas do volei? Fantástico!!! Zé Roberto de parabéns pelo trabalho que fez com elas.

Natália Falavigna com a primeira medalha do taekwondo \o/\o/
As mulheres brasileiras fizeram história nessas Olimpíadas. Ah e sem esquecer a vela.
Sobre o volei masculino, o que dizer? Acho q não fiquei decepcionada como a maioria. No início do segundo set eu já previa que iríamos perder. Primeiro acho bom perdermos para que não nos achemos invensíveis. Acho que isso foi bom pros meninos. Segundo, é nítido que o psicológico do time varia com o psicológico do Giba e isso não pode acontecer. Mas afinal, somos prata e precisamos parar com isso de que só ouro tem valor. Ganhar um bronze numa Olimpíada é muita coisa, assim como os quarto e quinto lugares. Veja o Tiago Pereira que foi quarto lugar em uma das modalidades da natação. Poxa, o quarto melhor do mundo!
Eu tenho uma visão um pouco diferente da maioria. Não vejo os resultados como sendo para um país, mas vejo a vitória de forma individual para os atletas. A luta de cada um deles para chegar onde chegaram. Muito dinheiro tem sido dado as confederações, mas e aos atletas? o atleta tem conta de luz para pagar. Enfim...
Parece que o Nuzman descobriu a pólvora. Disse que vai cuidar para que os atletas tenham acompanhamento psicológico. Que o psicólogo é tão importante quanto o técnico. Nossa! Como será que ele chegou a essa conclusão? :(

Quero deixar registrado que sou contra o Rio de Janeiro sediar as Olimpíadas de 2016.

7 comentários:

  1. Toda medalha tem de ser valorizada mesmo...é o esforço de uma vida inteira.

    ResponderExcluir
  2. Toda medalha tem de ser valorizada mesmo...é o esforço de uma vida inteira.

    ResponderExcluir
  3. Primeiramente sou a favor dos jogos olímpicos de 2016 seja no RJ, porque além da movimentação financeira, melhorias no Estado, temos o mais principal que é o incentivo as atletas e aos futuros atletas que irão chegar. Além do mais todo evento esportivo no país ajuda a conscientizar tanto o público quanto o privado da necessidade de bancar um atleta mensalmente.
    No que diz respeito ao resultado das olimpíadas fiquei muito orgulhoso de ver os poucos atletas que temos, que lutam como nunca para sobreviver e continuar a seguir este sonho de ser atleta, estavam lá brigando, o fato de terem ou não ganho uma medalha não importa, importa sim eles conseguirem chegar lá, vivenciarem o clima real do que é uma Olimpíada e poder se preparar melhor. Ainda penso que o fato de termos tido poucas medalhas foi excelente porque talvez desperte em nossos governantes e empresários a real necessidade de apoiar mais.
    Descordarei mais uma vez de você no que se refere a medalha ser do atleta ou do país. Acredito piamente que a medalha é do atleta num primeiro momento, mas nunca deixará de ser do país, pois o atleta está lá representando a cada um de nós.
    Em terceiro quero dizer que fico super feliz quando entro no Blog e vejo que você postou seus comentérios sobre muitas coisas. Eu te amo muito.

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente sou a favor dos jogos olímpicos de 2016 seja no RJ, porque além da movimentação financeira, melhorias no Estado, temos o mais principal que é o incentivo as atletas e aos futuros atletas que irão chegar. Além do mais todo evento esportivo no país ajuda a conscientizar tanto o público quanto o privado da necessidade de bancar um atleta mensalmente.
    No que diz respeito ao resultado das olimpíadas fiquei muito orgulhoso de ver os poucos atletas que temos, que lutam como nunca para sobreviver e continuar a seguir este sonho de ser atleta, estavam lá brigando, o fato de terem ou não ganho uma medalha não importa, importa sim eles conseguirem chegar lá, vivenciarem o clima real do que é uma Olimpíada e poder se preparar melhor. Ainda penso que o fato de termos tido poucas medalhas foi excelente porque talvez desperte em nossos governantes e empresários a real necessidade de apoiar mais.
    Descordarei mais uma vez de você no que se refere a medalha ser do atleta ou do país. Acredito piamente que a medalha é do atleta num primeiro momento, mas nunca deixará de ser do país, pois o atleta está lá representando a cada um de nós.
    Em terceiro quero dizer que fico super feliz quando entro no Blog e vejo que você postou seus comentérios sobre muitas coisas. Eu te amo muito.

    ResponderExcluir
  5. A mensagem anterior é de minha autoria, saiu anônimo porque esse Blog é maluco como a dona.

    ResponderExcluir
  6. A mensagem anterior é de minha autoria, saiu anônimo porque esse Blog é maluco como a dona.

    ResponderExcluir
  7. O mesmo que você falou sobre as medalhas eu digo das meninas da ginástica olímpica. Em nosso país sem tradição e sem incentivo nessa modalidade, terminar em oitavo lugar juntamente com russas, chinesas, norte-americanas e romenas é uma conquista e tanto!!

    ResponderExcluir