11 de mai de 2008

meu dia das mães

Eu havia planejado ir almoçar na casa da sogra do meu irmão como fiz no ano passado, para poder estar com ele, cunhada, sobrinha e a sogra que é uma pessoa da qual gosto muito. Porém ontem a noite esfriou muito e a friagem fez minha fribromialgia gritar. Tive uma noite mal dormida, acordei com dores e frio e decidi ficar quietinha em casa.
Fiz um chocolate quente com torradas com bastante manteiga, peguei o jornal e voltei prá cama.
Fiquei feliz com a vitória do Massa e me emocionei muito com a reportagem com os irmãos Fittipaldi que passou no Esporte Espetacular. Eu poderia falar muito sobre isso, mas não o farei agora. Sem contar que fico orgulhosa e feliz de ver o Barrichelo, hoje, ser o piloto com maior número de corridas. Tá, prá quem não gosta dele, pode deixar que não vou falar mais sobre isso também.
Dormi novamente, embrulhada no edredon (não gosto de usar lençol com edredon, geralmente acorda lençol prum lado edredon pro outro) e só acordei por volta das 13 h. Fome.. o que comer? Fazer comida nem pensar. Sair prá comprar pronto, muito menos. Então fui de Miojo com nuggets.
Sobre a mãe, faz 3 dias que a saudade aumentou e vem doendo mais forte. Também não vou falar muito disso senão vou molhar o teclado com minhas lágrimas. Quem me conhece bem sabe como já sou chorona normalmente e nessas casoso então é só pensar.
Tive uma surpresa muito gostosa, ou melhor, duas. As duas pessoas que trabalhavam diretamente comigo me ligaram prá me desejar feliz dia das mães. Uma é o Thiago, que tem 25 anos e desde que entrou na empresa me chamava de mãe. A outra é o Nelson, que é mais velho que eu e me disse que me ligou pq eu sempre fui um pouco mãezinha dele, o defendendo, protegendo e ajudando. Foi muito gostoso isso.
Prá mim, toda mulher é mãe e merece parabéns no dia de hoje e nos outros também. Ser mãe não é só gerar, é muito mais. E todas as que não geraram, como eu, com certeza exerce seu lado maternal em sua vida. Eu fui agraciada com muitos filhos, e meus pais foram os principais nos últimos anos deles. Eu sempre tive essa coisa, que as vezes álguns nem gostam. Acho que com a minha descendência eu seria uma bela mama italiana, daquelas que toma conta da família inteira.
Agora a tarde recebi por mail o artigo de uma pessoa que gosto demais das coisas que ele escreve e como escreve. Teve duas coisas que me chamou a atenção no artigo que não eram o assunto principal. Primeiro quando ele escreveu: "Hoje é dia das mães, e a minha não está aqui." e eu pensei... a minha também não... só que ele, se quisesse estaria com a dele e eu não posso.
A segunda coisa foi: "Na verdade, eu preciso dizer que nada acaba de fato, nada é estático, tudo muda, tudo se desmorrona, tudo se reconstrói. O Fim nada mais é do que parte de um ciclo. " Isso me levou a pensar em n coisas... e ainda vou pensar mais. Ele mesmo diz que eu penso dez vezes mais que qualquer ser humano normal, mas fazer o que? :D
Bem, agora prá continuar com meu domingo preguiçoso, abri um vinho, vou pegar um bordado, ir de volta prá caminha e assistir " a procura da felicidade" com Will Schmidt. Depois conto do filme.
Um semana bem legal prá vocês. A minha promete, tem muito trabalho e não vejo a hora de pegar nele. Sei que alguns estranham eu falar assim, mas cada peça que faço é nova e diferente e eu tenho prazer em fazê-la e fico ansiosa de ver o resultado.
bjuss

6 de mai de 2008

colcha de retalhos


Semana passada fiz cópia de um filme meu para uma amiga que queria assistir. Hoje senti vontade de revê-lo depois de muito tempo. O nome dele é Colcha de Retalhos.
Esse filme é de uma sensibilidade ímpar que te faz viajar. Não consigo assistí-lo sem pensar em um mosaico de cores, sabores, cheiros, lembranças, músicas e muitas histórias que é a vida a minha vida.
Ele tem diversas colchas de retalhos, as colchas em si com suas histórias e a colcha que é a vida de cada um. Prá mim não seria problema algum o filme chegar ao final e eu assistir novamente em seguida, seria diferente. Cada vez que o assisto tenho uma nova visão, penso em coisas diferentes...
O trabalho das mulheres fazendo as colchas é algo muito lindo e eu adoraria um dia fazer um trabalho como esse. Deixa a aposentadoria chegar que é algo que irei fazer.
Quem não assistiu e gosta de histórias de vida, de emoções, de sensibilidade. Filme que leva vc a pensar, a viajar, a acreditar, a entender.. assista e depois me conta.
No filme a personagem central vai passar o verão na casa da avó. Essa situação me fez ter saudades da minha infância quando eu ía prá Minas. Taí uma coisa que me dei conta que sinto falta: não tenho casa de avó e tias para ir... aquelas casas com cheiro de histórias, com aconchego. Lembro das casas com pé direito imensos, tábua corrida no chão, quintal, jardim, pomar.. chegar na janela e ver o infinito. Sentar na cadeira de balanço na varanda e ficar olhando as estrelas e ouvindo os grilos. Nossa, é muita lembrança e muita vontade de uma outra casa, de uma outra época, impossível de trazer para os dias de hoje, mas que existe em algum lugar.

4 de mai de 2008

Tantas vezes penso em escrever sobre certas coisas aqui, mas sempre tou longe do pc fazendo algo que não dá prá parar. Ou trabalhando ou quando me deito para dormir. Depois acabando esquecendo. Talvez agora isso diminua porque mudei o pc para o quarto onde trabalho, meu quarteliêr :) Antes ele estava na sala. Porém confesso que tem vezes que é preguiça de digitar, acreditam?
Ainda estou recebendo jornal em casa, assinatura da empresa que ainda não venceu. Mas há meses que pego o jornal, tiro o Segundo Caderno e jogo o resto fora. Na tv ainda me permito assistir um telejornal, porém ando pensando seriamente em parar. Será que vou virar ermitã?
A Maitê proença disse que só lê jornal por conta do programa Saia Justa, senão preferia nem saber quem é a Dilma, mãe do PAC. Eu também!! E como não sou do Saia Justa.... Quantas e quantas notícias não nos acrescenta nada, ao contrário, pode ir minando coisas boas em nós.
E o Ronaldo? Não discuto se acho certo ou errado a atitude dele, o que sei que é problema exclusivamente dele. Que saco!
Aquele filho da puta que prendeu a filha no porão.. comida faltando no mundo.. Mulla falando merda... é tanta notícia ruim...
Dia da Mães chegando e euzinha cheia de encomendas, graças a Deus!! quarteliêr a mil por hora :)
Ontem recebi uma turma de amigas maravilhosas em casa. Bom demais da conta!! vamos nos reunir uma vez por mês.
Continuo vendo e revendo filmes ótimos! Ontem foi Dejavú com meu querido Denzel. Hoje: Valente com a maravilhosa Jodie Foster.
E agora, mesmo sendo 20:24 de um domingo, vou voltar aos meus pincéis e tintas :D
bjus e uma ótima semana procês!