21 de out de 2009

É lamentável a violência dos últimos dias. Lamentável ver inocentes morrendo. Mas há um olhar maior que se deve ter sobre tudo isso. Muito fácil o mundo, principalmente os brasileiros de outras cidades, apontar o dedo prá cá e julgar. Aliás, para quem não sabe, o Rio de Janeiro não é uma das cidades mais violentas do mundo. Aliás, o Rio de Janeiro não é a cidade mais violenta do Brasil. Pelos dados de 2008, o Rio de Janeiro não fica nem entre as 10.
" De acordo com a pesquisa “Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros 2008″, elaborada por Julio Jacobo Weiselfisz, da Rede de Informação Tecnológica Latino Americana (Ritla), estas são as cidades mais violentas do Brasil:
1 – Coronel Sapucaia (MS) – 107,2*
2 – Colniza (MT) – 106,4
3 – Itanhangá (MT) – 105,7
4 – Serra (ES) – 102,4
5 – Foz do Iguaçu (PR) – 98,7
6 – Tailândia (PA) – 96,2
7 – Guaíra (PR) – 94,7
8 – Juruena (MT) – 91,3
9 – Recife (PE) – 90,5
10 – Tunas do Paraná (PR) – 90,1

* número de mortes por 100.000 habitantes."
Você sabia que a cidade onde mais jovens são mortos é Foz do Iguaçu? POis é, eu não sabia e fiquei surpresa.
Muita gente fala do perigo que é vir ao Rio dando a impressão que turistas sofrem violência todos os dias. Não é assim. Quantos turistas o Rio recebe e quantas vezes você ouve esse tipo de notícia? Eu vi turistas que foram atacados e espancados dentro do Palácio de Madri. Conheci turistas brasileiros que tiveram seus quartos de hotel invadidos e seus bens roubados (14 quartos) e o gerente do hotel dizer que era bobagem dar parte disso a polícia. Quando estive em Lisboa e Roma, fomos alertados sobre cuidados que deveríamos ter por causa de roubo a turistas. Quantos eventos o Rio já sediou, inclusive com diversos chefes de Estado? Quantos eventos são promovidos aqui anualmente? E os resultados estão aí para qualquer um ver. Você já viu como fica Copacabana na Festa de final de ano? Porque quem sofre não são os turistas, mas os moradores da cidade.
Aqui há uma guerra a ser travada contra o tráfico de drogas e armas. Tráfico que está perdendo espaço, tendo seu ganho diminuído e está descendo pro asfalto. Há anos e anos que todo mundo sabe que para acabar com a violência causada pelo tráfico de drogas no Rio de Janeiro é necessário uma participação conjunta das polícias municipal, estadual e federal. Há anos e anos que o Rio de Janeiro é esquecido pelo governo federal. Mas aí chega a grande esperança do carioca: Olimpíadas 2016.
Quando que o governo federal iria repor imediatamente um helicóptero perdido pela policia do Rio se não fosse o interesse que agora existe? Vocês notaram quantos senadores e deputados se manifestaram sobre o que está acontecendo essa semana? Não me lembro de ver algo parecido.
Agora dá só uma lida na declaração do Ministro da Justiça: "Tarso Genro disse que isso é assunto para o governo do estado. Mas falou da insegurança da população: 'Às vezes, há certa revolta natural, respeitável de determinados setores da população como se a solução fosse entrar nas favelas e matar bandidos. Só que, normalmente, quem morre é a população que não tem nada a ver com isso. Os bandidos estão armados e resistem' ". Pode uma coisa dessa? A declaração dele me fez lembrar do Sr. Brizola, um câncer que o Rio teve, que quando governou esse Estado proibiu a polícia de subir o morro depois das 18h e teve suas campanhas eleitorais sustentadas pelo tráfico. Foi quando tudo começou. Se você quiser ler mais declarações, clica aqui . Quantos problemas são discutidos hoje em Brasília, quantas CPI's abertas. Esse problema do tráfico não é importante, não só para o Rio de janeiro, mas para todo o país?
A polícia do Rio tem feito muita coisa ultimamente, que sabemos já é por conta das Olimpíadas. Já expulsaram o tráfico de 4 ou 5 comunidades (forma como hoje se chama as favelas) e as UPPs - Unidade de Policia Pacificadora tomaram conta e diversos trabalhos comunitários têm sido implantados. Com isso o tráfico tem perdido terreno e as guerras entre os diversos grupos pelos pontos, vem crescendo. Precisamos então de polícia que cuide da cidade em geral, polícia que entre no confronto e polícia para permanecer nos lugares pacificados. Haja polícia não?
Já cansei de ouvir que o exército deveria tomar conta e invadir os morros. Alguém acha que isso seria feito sem a morte de inocentes? Não há como. Tres policiais foram mortos e tres rapazes executados pelos bandidos. Vinte e tres criminosos foram mortos pela polícia desde o final de semana.
Policiais corruptos? temos muitos! E muito tem se feito sobre isso por aqui. Mas muitos são trabalhadores que saem todos os dias de suas casas para enfrentar essa guerra. Não podemos nos acostumar com isso tudo que acontece e algo tem que ser feito de verdade. Mas aí estão a Copa do Mundo e as Olimpíadas e quem sabe nossos políticos façam algo dessa vez para mudar tudo isso.
Prá quem não sabe, Londres sofreu um ataque terrorista no dia seguinte de ter sido anunciada como cidade sede das Olimpíadas de 2012. Então, por favor, olhe para o Rio de Janeiro com outro olhar e não só de acusações. Ajude a cobrar providências ao invés de apenas condenar a cidade. O Rio e os cariocas agradecem.
E os cariocas, não adianta lamentarmos quando algumas coisas acontecem, pois muitas são necessárias para acabar com isso. A falsa impressão de sossego não deve representar que tudo está bem, pois a bandidagem está agindo. Então, se nossos momentos de desassossego ao sairmos, ou por termos que estar mais atentos e temerosos representar que as ações da polícia nos trará dias melhores, que façamos nossa parte.
De forma alguma eu estou justificando ou defendendo ou amenizando nada. Algo precisa ser feito e urgentemente. O Rio precisa de uma política séria de Segurança Pública. Não adianta fazer maquiagem aqui e ali. Ninguém, absolutamente ninguém, merece viver dessa forma.

5 comentários:

  1. Luci sumida do meu Blog, concordo em número, genêro e grau com ocezinha. A violência existe em todas as partes do mundo, a policia tem que combater, e nesse combate as vezes perdemos alguns inocentes, como acontece nos atentados da Espanha pelo grupo ETA, como acontece na França naqueles grandes motin que incendeiam carros e vai por aí a dentro.

    O Blog mandou dizer que está com saudade de ocê.

    Bjs

    Gilson (Com certeza, não o melhor amigo, mais um dos queridos)...rs.rs..

    ResponderExcluir
  2. Lu

    Tem um post seu que está no meu Painel de Controle que não visualizo no seu Blog. É um que você postou a 16:00hs atrás e você começa dizendo que já tem 50 anos ete e tal.

    Abs

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente com você, querida...

    Nada me aborrece mais do que os comentários de que não é possível ir ao Rio de Janeiro e voltar de lá vivo... ao que eu prontamente respondo: Ué, então eu morri e não estou sabendo? Porque já carequei de ir e voltar de lá sã e salva!

    Aqui em Minas existe uma quase histeria coletiva de se achar que o Rio de Janeiro é a Faixa de Gaza. Isso me entristece demais, como carioca de nascimento e sempre de coração...

    Porém, quando o pessoal vai para aí, passeia e conhece as belezas naturais e culturais que só o Rio pode oferecer, a mentalidade muda um pouco, graças a Deus! ^^

    Ver os resultados das políticas (?) do Sr. Leonel Brizola em minha querida Cidade Maravilhosa me dói muito. O Rio de Janeiro é, para mim, como uma obra de arte que sofreu uma agressiva depredação e que, agora, demanda uma restauração delicada e extremamente trabalhosa.

    Porém, como você, acredito que os interesses detrás da escolha do Rio para sediar as Olimpíadas se reverterão em benefícios para a cidade. Afinal de contas, brasileiro adora fazer bonito para estrangeiro ver e, se isso significar reorganizar aquela que um dia foi a belíssima capital do Brasil, vamos então fazer o mais bonito possível!!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Você não é a primeira carioca que escuto (ou leio) defender a cidade, e enfatizar que não é bem assim como mostram na TV.

    Acredito em vocês. É que, infelizmente, o Rio é porta de entrada para os que vêm de fora, e é a cidade turística de grande referência para o resto do país. Estar em evidência como o Rio está, dá nisso: distorção da imagem.

    Só espero que, ao menos com os jogos esportivos que estão por vir, venha á mídia as notícias de melhora na segurança pública também. É o mínimo que se espera, a cidade e os cariocas merecem. :)

    ResponderExcluir
  5. Luci,

    Infelizmente, a visão que a maioria das pessoas tem do Rio é aquela que a Globo dá...

    Esses dias, conversando com um pessoal daqui de Curitiba, me vi na obrigação de defender Rio e Sampa. Porque eles diziam que aqui é muito melhor porque tem menos violência.
    Claro que tem menos, afinal de contas, tme menos habitantes. Quanto mais gente, mais perigo...

    Concordo que existe uma necessidade urgente de melhoria em nosso sistema de Segurança, no país inteiro...

    E espero que o Governo se dê conta de que não é "pacificando" um ou outro morro que irá resolver o problema...

    ResponderExcluir