31 de ago de 2009

Dia dos Pais

Nossa, tá meio tarde prá falar disso né? :) Mas é que eu quis escrever um post sobre isso e acabei não fazendo. Aí entrei naquela de "escrevo depois" e foi passando passando... Então hoje é o dia aproveitando que estamos nos últimos minutos do mes de agosto. São duas coisas que quero partilhar.
Primeiro é que eu vi em alguns sites, na época, lista dos melhores pais do cinema. Um deles trazia em primeiro lugar os pais de dois filmes fantásticos. Realmente não consigo imaginar outros pais que merecessem ganhar um Oscar de paternidade mais que eles. Pode ser que você já tenha assistido, mas se não o fez, faça que não vai se arrepender. Não vou falar muito para não tirar a surpresa.
- A Procura da Felicidade com Will Smith. Nele, inclusive, seu filho de 5 anos faz o papel de filho do protagonista. O filme não só mostra um pai fantástico como também é uma lição de vida, de superação como poucas. Se quiser saber mais, leia aqui .
- A Vida é Bela. Outro paizão que nos emociona do início ao fim. Caso queira saber mais, aqui
A segunda, é que num dos meus passeios pela blogosfera, encontrei o Um Bom Lugar, blog da Josi Stanger e tinha um post sobre o dia dos pais que fiquei apaixonada. Um texto simples, bem escrito e carregado de amor. A Josi escreve muito bem e vale a pena acompanhar seu blog.
Quer ler o post? Então clica aqui e vê se não tenho razão.
Sempre enaltecemos muito as mães, mas há pais muuuito legais por aí!

28 de ago de 2009

Que eu adoro o meu trabalho vocês já sabem. Mexer com os pincéis, tintas, papéis e todas as coisinhas que uso é uma delícia. Pegar uma peça crua e vê-la se transformando me dá alegria e realização.
Porém há uma outra coisa que me motiva muito no meu trabalho, é o porque dele estar sendo feito. Fico pensando no jeitinho das pessoas me contando alguma história de porque está fazendo aquela encomenda, de quem vai presentear, me pedindo prá caprichar. São aniversários, casamentos, noivados onde minhas caixinhas estarão sendo entregues como lembrança daquela data importante para elas. São presentes para amigos queridos, família, namorado (a), esposa, marido... nossa tanta gente!
Então quando estou fazendo um trabalho penso na alegria que posso proporcionar a quem vai dar e a quem vai receber.
Essa semana, num mesmo dia, fiz 3 peças com finalidades bem diferentes. Aqui elas estão secando após serem envernizadas.

A no alto a esquerda, foi encomenda para presentear o Sr. José pelos seus 30 anos como motorista da empresa. Escreveram um texto super bonito para ele e vão encher a caixa de balas e bombons.

A do alto a direita foi encomenda da minha amiga Inês para presentear um casal muito amigo. Os dois estão completando 50 anos de idade e farão uma festa dos 100 anos. Então ela separou diversas fotos que lembram bons momentos que os 3 passarm juntos com outros amigos e fiz a montagem para a caixa. Não é legal?

A de baixo tem a foto da linda Beatriz. Dona Maria, copeira na empresa em que uma amiga minha trabalha, encomendou essa caixinha para levar para sua neta na Bahia. Ela está viajando hoje prá lá levando o presente.

Tudo isso faz meu trabalho ter uma maior importância, ganhar ainda mais responsabilidade. E quando vejo a peça pronta fico a pensar na reação de quem vai receber. Muito bom ver o brilho nos olhos das pessoas com a satisfação ao ver o trabalho que encomendou. Muito bom receber telefonema me contando do quanto a pessoa que recebeu ficou feliz com o presente.

Pois é, isso é vida, e faz tudo valer a pena.

24 de ago de 2009

que nem pinto no lixo

Existem alguns eventos anuais dedicados a muitos tipos de artesanato e até então, por diversos motivos, eu não havia ido a nenhum. Porém quinta-feira, minha amiga Tatiana e eu, devidamente munidas de entusiasmo, paciência, máquina fotográfica e cartão de crédito, saímos rumo a 6ª Convenção Brasileira de Pintura Decorativa.
Fábricas, lojas de material de artesanato e ateliês nos apresentam idéias e produtos. O bom é isso, você pode se atualizar com os produtos que estão sendo lançados, ter contato alguns antigos que ainda não conhecia, admirar peças prontas que lhe dão idéias. Também tem workshops e oficinas, mas eu e Tatiana resolvemos não fazer nenhuma, apenas olhar tudo ao máximo. Aí lá se foram muitas rúpias :D Nóis que nem pinto no lixo .

Aqui minhas comprinhas!! Agora só falta ter tempo prá fazer todas as pinturas.

Aaahhhh eu quero todos esses pincéis :D

Fotos de alguns trabalhos expostos.



Esse é um cachepô. Não é muito fofo? Claro que comprei prá fazer, né?

Anjos, uma das minhas paixões. Esse eu também comprei para fazer.

22 de ago de 2009

indignação

Eu me sentei aqui para escrever sobre um assunto totalmente diferente, mas ao ler uma reportagem no site globo.com, vi que era sobre isso que tinha que escrever. Sim, eu tenho uma enorme necessidade de escrever sobre esse assunto que há dias me faz mal. Me refiro as situações causadas por um ser, que humano não é, de nome Roger Abdelmassih.
A reportagem que acabei de ler é essa aqui . Após ler eu olhei por algum tempo para o rosto dessa mulher e fiquei com um nó na garganta. Somente ao começar escrever aqui foi que consegui chorar. Essa é a foto da dor.


Essa história veio a público no final do ano passado, se não me engano, mas já tínhamos nos esquecido, não é mesmo? Mas elas não. Elas nunca esqueceram e nunca esquecerão. Mulher nenhuma esqueceria. Provavelmente algumas pessoas vão pensar que esse não é um assunto próprio para se escrever num sábado a noite, mas essas coisas não tem hora. Nesse exato momento muitas mulheres em diversos pontos do nosso planeta estão sofrendo algum tipo de violência. Não podemos fazer de conta que isso não existe. Não podemos evitar assuntos como esse para não trazer coisas ruins para dentro da nossa vida. Temos que ler e nos indignar, mesmo em silencio na frente do nosso pc. Temos que ter um pensamento de apoio por essas mulheres.

Aí você pensa... Você que já passa por uma situação muito delicada que é a de querer ser mãe, algo que deveria ser tranquilo para toda mulher, procura um médico, que não é qualquer um, é considerado o melhor, em busca de ajuda e.... Eu deixei de ir a um ginecologista simplesmente porque no final do exame ele me disse que eu tinha os seios muito bonitos. Para muitos isso pode parecer besteira, mas ele não podia ter esse tipo de olhar para meus seios, muito menos verbalizar isso. Agora tento imaginar acordar depois de um procedimento médico e me deparar com o "doutor" me beijando, me apalpando. Saber que fui estuprada por essa coisa.
Ainda penso em outras mulheres, nas que estão na vida dele, esposa, filhas, netas. Quantas vidas ele conseguiu destruir.

O que ele merece? Penso em tantas coisas e nenhum castigo me satisfaz. Ele desperta meu lado ruim, aquele lado que todos temos mas que fazemos tudo para que se mantenha bem escondido e inativo.
Ao ver esse homem com cabelos brancos, lembro de uma coisa que aprendi ainda na minha adolescência: "nunca respeite um homem por seus cabelos brancos, porque os canalhas também envelhecem"

20 de ago de 2009

a saga do armário acabou, mas o quarto...

Eu doidinha para o armário ficar pronto e eu finalmente poder decorar meu quarto. Porém havia uma pedra no caminho, ou melhor um pedreiro :(
Tinha um vazamento pelo lado de fora do prédio que escorria uma aguinha vinda não sei de onde e que passava pela parede do meu quarto, pois tinha ali um tipo de cano que serve não sei para que. O fato é que deu uma infiltração na parede do meu quarto, nada de assustar, menos que a palma da minha mão. Feito o reparo no vazamento, o síndico mandou o dito cujo vir aqui em casa arrumar minha parede, coisa pequena, serviço rápido. O dito cujo faz uma série de serviços aqui no prédio, tanto para o condomínio como para moradores.
Bem, "dito cujo" esteve aqui, deu uma raspadinha, passou uma massinha e disse que ía dar uns dias para secar e voltava. Passada uma semana, voltou. Ele lá no quarto que eu durmo e eu aqui no meu quarteliê. E eis que ele vem até onde eu estava.
- Dona Luci, já lixei a massa. A senhora tem alguma sobra de tinta da parede do seu quarto?
- Tenho sim, até já separei para o senhor.
Estico o braço e entrego a ele o recipiente onde estava a tinta. Não era muita, mas pelo pedacinho de parede que era, resolvia e mesmo dando diferença de cor não tinha problema porque eu vou colocar prateleiras naquele local e ficaria escondido. Ah esse "conserto" ficava na parede onde fica a janela.
- Dona Luci, vem dar uma olhada como ficou. A tinta rendeu bastante, deu prá pintar toda a parede onde fica a janela e também a parede onde fica a cabeceira da sua cama.
- ???????????????????????????????
Fui rapidinho tentando entender como se deu o tal milagre. Olhei prum lado, pro outro e até parecia tudo direitinho. Tinha duas paredes molhadas de tinta.
- Que bom! O senhor fez milagre né mesmo?

parará parará ele foi embora e eu voltei a trabalhar.

Lá pelas 2h da madruga fui dormir. Quando entrei no quarto, acendi a luz e olhei as paredes....
Juro prá vocês que nem consegui ter reação. A vontade era apagar a luz, sair do quarto e ir dormir no sofá.
Pela manhã a primeira coisa que fiz foi ligar para a portaria e pedir para o porteiro avisá-lo para ele vir ao meu apartamento AGORA.
- Bom dia dona Luci!
- Bom dia! ´
- Aconteceu alguma coisa?
- Aconteceu... dá um pulinho aqui no meu quarto.
Ao entrar no quarto eu não disse nada, só apontei as paredes e fiquei olhando prá ele.
- (coçando a cabeça) É dona Luci, agora vai ter que pintar o quarto todo né?
- Pois é....
Já se passarm quase dois meses e ele de uma obra prá outra ainda não conseguiu vir aqui pintar meu quarto e ele continua do mesmo jeito.
Ah! O que aconteceu? Vejam....

Aqui é embaixo da janela

Parede da minha cama


Divisão entre uma das paredes que ele pintou e uma não pintada
Pois é, o dito cujo pegou o pouco de tinta que lhe dei e acrescentou uma certa quantidade de água para render, e misturou só Deus sabe como.
Deus, dai-me paciência, porque se me der força.....

19 de ago de 2009

final da saga do armário

No último post eu disse que "falando no meu quarto" eu tinha algo para contar para vocês e que estava esquecendo. Lembram daquele armário do meu quarto que eu resolvi pintar? Relembre aqui . Nas férias que tirei em junho, finalmente a saga terminou.
Passou um tempo para eu dar a primeira demão, foi no início do ano (gente, levei 1 ano para pegar nele de novo :( ). Porém o cheiro da tinta é muito forte e tive problemas. O calor andava terrível e eu só conseguia dormir no ar refrigerado e somente no meu quarto tem um. E além do calor da estção, ainda tinha os calores da menopausa, que também contei para vocês. Conclusão, tive que dormir no quarto com o cheiro da tinta, o que me fez muito mal. Resolvi então esperar o tempo refrescar para terminá-lo, o que aconteceu em junho passado quando tirei uns dias de férias do trabalho.


Ei-lo então!!!
Como é todo branquinho, prá não ficar muito lisinho, eu fiz stêncil nas portas, em cima e embaixo.


Gostaram?
Sabem quando vou me meter a besta a fazer novamente algo parecido?

17 de ago de 2009

Bom dia meu povo e minha póva! :)
Peguei uma xícara de café e sentei aqui para ver as novidades. Me assustei com o comentário do Gilson e com alguns emails que recebi de pessoas preocupadas comigo por causa do meu post de sexta-feira. Como pode ter outras pessoas que se preocuparam e não se manifestaram eu resolvi escrever um post sobre isso.
Me sinto acarinhada com a preocupação de vocês, mas eu estou bem, aliás, muito bem. Fico sim muito triste de ver e perceber certas coisas, mas não fico arrastando corrente com isso, ao contrário, procuro justamente tentar melhorar como pessoa analisando também meu comportamento e tentando não cometer certos erros.
Talvez porque eu fique aqui quietinha em casa, tranquila, fazendo o meu ritmo de vida, eu tenha observado melhor o comportamento das pessoas. Quando eu falo tudo aquilo, não estou me referindo só a pessoas que eu conheço, mas de uma forma geral.
O orkut é um mundinho onde podemos, mais que em qualquer lugar, observar bem isso tudo do que falei. Nossa, é muita discussão, muita competição, muita mentira, muita manipulação. Quem está por lá sabe bem do que estou falando. Já vi tantas amizades acabarem por motivos tão pequenos, pequenos em todos os sentidos. Infelizmente, com isso muita gente boa acabou se afastando.
Quando abri meu blog há muitos anos, abri para simplesmente escrever, tinha necessidade disso numa época difícil e era um canal com amigos. Há pouco tempo quando passei a participar mais ativamente desse mundo, pude conhecer ótimas pessoas e fazer boas amizades, mas também ver que nem tudo são flores. Impressionante a necessidade que as pessoas têm de se auto-afirmar (isso tem hífen? rsrs). Para muita gente o que vale é o número de visitas que marcar seu contador. Não vai no seu blog ler o que vc escreve ou ver seus trabalhos, vai para fazer propaganda do seu próprio blog : vim visitar o seu, vai visitar o meu. Muitas vezes não faz um comentariozinho sequer sobre o que vc escreveu.
Houve uma época que eu me preocupava com as pessoas virem ao blog e não comentarem. É sempre bom ler algo né mesmo? Mas com o tempo eu desencanei disso, principalmente que eu mesmo não comento em tudo que eu leio e não é porque não gosto do que leio, mas nem sempre tenho algo a dizer. Atualmente passam por esse blog uma média de 50 pessoas diariamente. Nõa faço a mínima idéia de quem sejam, pois pouquíssimos comentam. Quando escrevo é um papo com amigos, escrevo o que sinto, o que gostaria de partilhar, sem me preocupar muito em agradar simplesmente quem vai ler, sem me preocupar em conquistar leitores. Não quero me tornar famosa, não quero ganhar dinheiro com blog e coisa e tal. É meu cantinho e que fico feliz em compartilhar com quem gosta e vem aqui.
Enfim, não se preocupem não, estou muito bem, tirando o resto de gripe que ainda está por aqui em forma de tosse que me deixa com pena dos vizinhos hahaha ah sim, porque é só deitar a cabeça no travesseiro que ela se manifesta ai ai ai
O final de semana foi ótimo :) Depois de escrever aqui fui tomar café da manhã na padaria. Não adianta tentar fazer pãp na chapa em casa, o da padaria é muuito mais gostoso. Depois comprei os jornais de sábado e de domingo e vim prá casa ler. Não sei onde vocês moram, mas aqui no sábado de manhã já tem partes do jornal de domingo, completo só a tarde. Porém as partes que eu leio já chegam cedo. Depois de ler tudinho e tirar um cochilo, chegou minha amiga Tatiana que almoça comigo quase todo sábado. Uma ótima companhia e aproveitamos para colocar o papo em dia.
Nesse sábado enquanto almoçávamos chegou família. Foi final de semana de irmão vir. Para quem ainda não sabe, meu irmão está trabalhando em manaus e vem de 15 em 15 dias. Passaram a tarde aqui comigo. Fiz lanchinho para eles e demos muita risada. Olha só a turma na minha cama onde ficamos assistindo TV.



Falando nomeu quarto me lembrei que tenho uma coisa prá contar prá vocês e que me esqueci completamente, mas amanhã eu conto.
Bem depois que eles foram embora foi só preguicinha. Dei outra cochilada e depois fiquei assistindo filmes e bordando, que vocês sabem adoro fazer.
Domingo, preguiça, preguiça, preguiça. Finji que não tenho uma pilha de roupas para passar e não fiz absolutamente nada em casa. Filmes, leitura, bordado e cochilo, só isso mesmo.
Hoje acordei revigorada :) E vamos que vamos que tem um montão de coisas prá fazer. Aaah mas que eu ando bem decepcionada com ser humano, ah eu ando sim viu? Mas isso não quer dizer que não tem gente boa e que eu amo. Isso não quer dizer que não tenho amigos. Isso não quer dizer que estou mal. Mas que cada vez mais seleciono mais com quem me relaciono, ah sim, cada vez mais.
Uma semana abençoada prá todos que por aqui passam.
ps. o domingo só não foi perfeito porque meu mengão perdeu :(

14 de ago de 2009

sim, estou ficando velha....


Muitos vão discordar de mim.. "imagina, você ficando velha, tá ótima..." Mas eu não vejo isso de uma forma ruim, embora esteja mexendo muito com a minha cabeça. E não estou falando da parte física.

Dizem que a idade traz sabedoria, paciência. Acho que concordo com a parte da sabedoria, pois vamos enxergando melhor e mais claro uma série de coisas. Porém isso é complicado a partir do momento que você tem que ter cuidado ao se manifestar em relação ao que percebe nas atitudes das pessoas. Paciência? Sim, em relação a algumas coisas, porque em relação a outras eu estou cada vez mais sem paciência.

Eu tenho fama de falar o que penso.. ai ai ai se as pessoas soubessem que me calo mais do que falo....

Hoje, por exemplo, uma sexta-feira, eu aqui fazendo meu trabalho enquanto bebo um vinho e como uma pastinha que fiz, com torradas. Parei algumas vezes e olhei para a tela do meu pc. Olhei minha lista de amigos no msn, passeei por alguns blogs, visitei algumas comunidades no orkut. Diversas vezes parei apoiando o queixo com a mão e fiquei olhando e pensando....

No final fico triste. Triste com atitudes ou falta delas. Triste em ver pessoas tentando parecer algo que não são. Triste por me sentir usada (ou me deixando usar). Triste por saber que as pessoas se enganam, que julgam quando no entanto estão cometendo erros parecidos. Triste porque elas nem pensam que outros percebem isso. Triste porque a vida é bem curta para se perder tempo com certas coisas.

Não achem que me acredito dona da verdade. Longe de mim. Mas me dói gostar de verdade e ver que a recíproca não é como querem que eu creia que seja.

Numa época brinquei que ía virar ermitã. Hoje nem é mais brincadeira. Estou bem perto disso. Sim, perto, porque algumas pessoas sempre estarão presentes na minha vida.

Uma peneira. Faz um tempinho que ando usando uma peneira na minha vida. Alguns eu deixo passar sem piedade. Outros eu até sofro ao ver passar pelos buraquinhos e sumir na queda, pois gostaria que fosse diferente. Mas feliz porque tem gente nova chegando na minha vida e eu volto a acreditar. No final sou teimosa e acho que vou morrer acreditando apesar de.

Vejo pessoas tendo atitudes que acreditam ninguém vai perceber, mesmo quem está diretamente ligada a elas. Talvez algumas nem percebam que isso aconteça, agem por agir sem pensar, se achando eternamente certas nos seus julgamentos.

Sim, estou muito decepcionada com as pessoas, com o ser humano.

Antes, ao pensarmos assim, tentávamos nos animar vendo que existia muuita gente boa. Hoje a "gente boa" é uma minoria. Que pena....

A grande maioria das pessoas dos dias de hoje vivem se enganando, vivem num mundo que criam para elas. O mundo vai muito além disso. Não, não estou recriminando ninguém. Cada um busca a felicidade onde acha que vai encontrar. Só estou me despindo mostrando com tenho assistido o mundo passar.

Claro que cada um pensará numa coisa em relação ao que escrevi. Culpa? tudo bem! Coloquem a culpa na sexta-feira, na idade, no vinho, em qualquer coisa que seja. Mas guardem isso e leiam quando tiverem mais de 50 anos, apesar que de coração, embora não acreditem, espero que tudo tenha melhorado.

13 de ago de 2009

Mulher


Hoje quando eu estava respondendo os comentários do post anterior me lembrei de uma outra série que foi muito importante para as mulheres: Mulher. Revi essa série há uns 3 ou 4 meses e pode-se dizer que seria um Malu Mulher atualizado.

Essa série foi protagonizada por Eva Wilma e Patrícia Pilar, duas atrizes que admiro demais, nos anos de 1988 e 1999. Elas eram 2 ginecologistas de uma clínica particular especializada em atendimento as mulheres. A cada novo episódio novas pacientes e temas polêmicos sendo discutidos, como câncer de mama, aids, estupro, aborto, violência doméstica, gravidez na adolescência, eutanásia, frigidez, enfim, temas bem atuais. Além disso entra os problemas pessoais das personagens. Vale a pena locar e dar uma conferida.

Escrevendo esse post e lembrando do seriado, penso em quantos problemas as mulheres estão sujeitas e envolvidas. Ainda bem que não somos frágeis como disseram um dia, porque senão já estaríamos em extinção.

Clicando aqui vc encontra 4 vídeos que mostra um dos episódios.
.

12 de ago de 2009

viagem no túnel do tempo


Essa semana estou assistindo dvd com a série Malu Mulher. É da sua época? :D

Para quem não conhece é uma série produzida em 1979 e que mostra os problemas enfrentados por uma mulher recem separada (tem hífen?) num mundo tão machista. A série é protagonizada pela Regina Duarte e o maridão é o Denis Carvalho.

O primeiro episódio mostra o processo de separação, quando Malu se torna uma mulher desquitada, um horror prá época. Os episódios não mostram só os problemas enfrentados por Malu, mas a cada um é abordado um assunto, como aborto e homossexualismo feminino. Conseguem imaginar abordar sobre homossexualismo feminino naquela época?

Cada episódio tem as participações especiais. Gente, tenho dado muita risada vendo os artistas a 30 anos atrás :D

Porém o que mais chamou minha atenção foi ver como os assuntos abordados continuam tão atuais. Fazendo leves mudanças, a série deveria passar nos dias de hoje. Incrível como o tempo passa e os problemas continuam aí. E o maior é que acredita-se que muitos não existem mais. Triste engano. Estão camuflados.

Quer assitir um pouquinho? Nesse episódio o ex-marido e a namorada vão jantar na casa de Malu. Olha só a carinha da turma hahaha


Música tema da série

Começar De Novo

Composição: Ivan Lins / Vitor Martins

Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido
Ter me rebelado, ter me debatido
Ter me machucado, ter sobrevivido
Ter virado a mesa, ter me conhecido
Ter virado o barco, ter me socorrido

Começar de novo e só contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido
Sem as tuas garras sempre tão seguras
Sem o teu fantasma, sem tua moldura
Sem tuas escoras, sem o teu domínio
Sem tuas esporas, sem o teu fascínio
Começar de novo e só contar comigo
Vai valer a pena já ter te esquecido
Começar de novo...

10 de ago de 2009

óia eu aqui travez :P

Andei sumida né mesmo? Mas estou de volta!!!

Primeiro uma crise alérgica, sem precedentes, me derrubou. Depois de uma semana recuperada, chegou uma gripe :( Graças a Deus não é a suína, mas me jogou na cama. No meio disso tive hóspede, visitas de amigas, irmão que não via a mais de 1 mes e trabalho, muito trabalho que com essas paradas acabou se atrasando e tive que correr atrás do tempo.

Minha prima amada veio passar 3 dias comigo e como sempre foi ótimo tê-la comigo. Preferia que ela não precisasse ir embora, mas acho que ela não me aguentaria mais de 3 dias hehehe O que mais gosto quando ela vem, depois dos nossos papos, claro, é cozinhar para ela. Adoro cozinhar para quem gosta de comer e sem nenhuma frescura :) e a Regina é dessas pessoas que nos faz querer agradar e caprichar. Como sei que ela gosta muito, quase sempre faço bacalhau em um dos dias procuro variar as receitas. Dessa vez perguntei como ela queria e escolheu com batatas cozidas, cenouras, cebolas, azeitonas e então fiz aquele de camadas, bem fácil de fazer e rapidinho. Segue fotinho prá vocês.



No sábado seguinte recebi amigas aqui em casa. Lembram da minha turma de amigas do ginásio? amigas há 40 anos e que sempre nos reunimos quando a Fatima, que mora na Bahia, vem ao Rio? Pois então, dessa vez o encontro foi aqui em casa . Uma bagunça cheia de alegrias como sempre!!



Aoss amigos blogueiros, desculpe a ausência, mas hoje comecei a me atualizar na leitura dos blogs :)
Então é isso!!! Uma semana bem legal prá vocês!!!