15 de jan de 2010

Por 15 dias o Rio de Janeiro sofreu com um calor desesperador. Para vocês terem idéia a sensação térmica era de 50 graus. Não, se você não mora aqui não vai conseguir imaginar isso. Ontem a noite desci para ir a padaria e quando cheguei na portaria despencou, sim, a palavra é essa mesmo, despencou um aguaceiro e minha primeira reação foi dizer: Louvado seja Deus!!! Não tínhamos chuva desde o Ano Novo quando a chuva que aqui caiu foi levada para Angra e fez todo aquele estrago. Meu segundo pensamento foi esse, pensar no estrago que ela faria pela cidade...Não, eu não voltei prá casa, eu fui prá debaixo daquela água e que sensação maravilhosa viu? Quanto tempo eu não tomava banho de chuva e aquela água me deu alegria e lavou até a alma.
Que bom não precisar dormir trancada com o ar refrigerado. Que bom acordar e não precisar ligar o ventilador de teto enquanto estou aqui escrevendo. Que bom sentir o ventinho fresco que entra pela janela. Fui logo buscar notícias sobre essa chuva para ver se coisas ruins aconteceram. Felizmente só alguns lugares alagados, falta de energia em alguns bairros, mas nenhuma notícia dolorida. Claro que ver casas cheis de água dá uma tristeza danada, mas nenhuma vida perdida.
Olha só a foto que encontrei na andança pelos sites de notícias:


Paris coberta de neve

Eu fiquei muito triste com a morte de D. Zilda Arns, e ainda estou. O mundo é muito carente de pessoas como ela, então quando umas delas se vai, o mundo fica um pouco órfão. O que conforta é saber que ela multiplicou sua bondade e solidariedade e existe muita gente fazendo seu trabalho por esse Brasilzão afora.
Existem muitos anjos por aí fazendo algo. Você não precisa salvar muitas vidas, salvar uma apenas já é um grande ato. E foi isso que fiquei pensando ontem ao assistir o filme O Contador de Histórias. É uma linda história de amor.


"Nascido nos anos 1970 em Belo Horizonte, Roberto era o caçula de uma família pobre com 10 filhos. Entregue à Febem (Fundação para o Bem-Estar do Menor) pela mãe, que acreditava que ele teria um futuro melhor ali dentro, acabou tornando-se um fugitivo da instituição. Mas que sobreviveu ao abandono e à violência e, por causa da intervenção de uma pedagoga francesa, Marguerite Duvas (vivida pela atriz Maria de Medeiros), conseguiu estudar e tornar-se, anos depois, um famoso contador de histórias, conhecido internacionalmente."

Vale a pena assistir, viu? Ah e quando terminar não desliga logo não pois entre os créditos você vai assistir o Roberto contando histórias nos dias de hoje. E não é que dá vontade de sentar lá e ficar escutando???
Bem, já são 9:15h, Lucizinha está aqui ainda de camisolinha e tem 55 cofrinhos olhando para ela esperando para serem envernizados... então vou lá! Um ótimo final de semana para vocês :)

13 comentários:

  1. Luci

    Adorei a dica de filme, está anotada.
    Aqui em Sampa, apesar do calor, sol e mormaço, a chuva aparece todas as tardes. O grande problema é que, mesmo nas férias, o trânsito fica caótico, e para quem trabalha fora e depende de condução, sofre...
    Um ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  2. Ah,
    Passei para avisar que está aberta a temporada 2010 da série Gente que Faz, portanto as sextas-feiras lá no Mundinho terá sempre a participação e alguém muito especial.
    Aproveita e passa lá hoje para conferir.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, chegou fim de semana!!

    Por isso lhe desejo que vc fique com os seus, e aproveite totalmente estes 2 dias de folga.

    bjssss

    ResponderExcluir
  4. Já tinha lido sobre esse filme, verei.

    Fiquei arrasada com a noticia da morte de tantos no Haiti. E pensar que a gente reclama por ão pouco...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Aqui em SP tb andava muito quente nos últimos dias, até que de ontem pra cá caiu uma chuvinha gostosa pra refrescar.....bom dormir com chuva né? rsrsrs....

    E sobre o filme, dica anotada...vou ver onde encontro pra assistir, sabe se dá pra baixar?

    ResponderExcluir
  6. Luci,
    Aqui em Santos também temos penado com as altas temperaturas.
    E é uma bêncão quando chove, desde que sem violência ou estragos.
    Obrigada pela dica do filme.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Luci.
    A morte dela foi uma grande perda, mas graças a Deus que ela conseguiu multiplicar sua bondade. Acho que a TV deveria passar "coisas" assim. bondade, solidariedade e não ficar perdendo tempo com tantas coisas fúteis. Deveriam se preocupar em passar coisas boas e não perder tempo com essas coisas inuteis.

    Quanto ao calor... nossa! Ainda bem que por aqui mlehorou, porque estava ruim até para dormir... um calor danado!

    Beijo.

    Soll*

    ResponderExcluir
  8. Ou Luci,
    Que bom que choveu sem fazer estragos, já que a chuva é necessária, tomara que continue assim.
    Quanto à morte de Zilda Arns, realmente foi uma grande perda, ela era gente boa de Deus, uma mulher que decidiu viver o evangelho e levá-lo a quem o quisesse encontrar e foi assim que ela morreu, vivendo o evangelho e sei que isso foi bom para ela.
    ;)

    ResponderExcluir
  9. Dica de filme anotada, Luci. Na verdade eu já tinha ouvido falar no filme e no protagonista. Sorte dele ter encontrado alguém para ajudá-lo, porque caso contrário poderia ser mais um forte candidato a engrossar o números dos que se perderam pela vida...

    ResponderExcluir
  10. Luci, muito obrigada pelo link...estou baixando :-) no começo não estava conseguindo, aí lembrei da sua dica num dos posts anteriores de clicar mais de uma vez e deu certo! rsrsrs...

    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  11. Luci como amo ler seus posts... me sito com a alma lavada e como é bom poder dar seu bom dia escrevendo do seu PC. Escutei há algum tempo atrás uma palestra do Profesor Marisn, que acredito que já tenha ouvido falar, e ele disse que quando estivessemos indo para o trabalho, ou seja iniciando as primeiras atividades matinais que tivesse sempre à mão papel e lápis, pois as melhores idéias, os melhores pensamentos são os que temos nas primeiras horas do dia ... e isso é uma verdade e já comprovei e tenho sempre esse hábito e dentro da bolsa tenho sempre uma caneta e um bloquinho.

    Falando sobre o assunto do Haiti estive no blog Mundinho.com da Viviane Patrice onde em sua última postagem fala sobre isso e o marketing abusivo e frio de certas pessoas.


    Segue o link
    http://vvmundo.blogspot.com/2010/01/desgraca-no-haiti-esta-sendo-boa-para.html

    No meu comentário cito sobre outra postagem em outro blog que fala sobre o " Marketinhng da Morte" onde o mídia quer é ganhar ibope com a desgraça , com a tragédia.


    Bem agora pareço a candinha da Blogosfera, ainda bem que por uma boa causa.

    Quero avisar que recebi hoje o seu coraçãozinho, ameiiii, está aqui do meu lado e depois vou postar com todas as honras.

    Beijos e um bom domingo

    ResponderExcluir
  12. Oi Luci, eu postei sobre esse filme quando ele ía ser lançado e acredita que ainda não vi? Foi na época do auge da gripe suína, então tive medo de ir ao cinema com tanta gente junta espirrando...então já tem em dvd?
    E olha, sobre D. Zilda é uma perda imensa mesmo, e, do jeito que nosso país tem péssima memória, nem duvido que daqui há um tempo ela seja esquecida...tomara que não!
    Tomara que suas multiplicadoras dêem muitos e muitos frutos...ela e nosso povo merecem...
    Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir