15 de mar de 2010



Não é bairrismo, não é nada contra nenhum outro estado, mas contra essa corja política em ano eleitoral. O Rio ao longo da história sempre foi prejudicado. Como maior produtor de petróleo do país deixará de receber 5 bilhões de reais, mais do que é gasto em segurança e educação, juntos, para receber 140 milhões. Na verdade não consigo transformar meu sentimento em palavras...

12 comentários:

  1. E tirando que todos os malefícios da exploração acabam por ficar no Estado, né? Os benefícios são divididos, mas, e as coisas ruins? A expansão populacional, o atendimento em educação e saúde, a degradação ambiental... isto ninguém divide, né?

    Muito injusto isso mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Ui, sou catarinense, mas posso imaginar a situação.
    Bjos, querida!

    ResponderExcluir
  3. É dooooooooooooose,mesmo!!beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. É dooooooooooooose,mesmo!!beijos,chica

    ResponderExcluir
  5. Estou contigo! É um absurdo, mudo e cego! Cada um só pensa no próprio bolso e nos interesses pessoais...ô corja!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Não me fale - é difícil transformar em palavras amiga.

    Luci minha amiga depois passe no M@myrene que tem mais um presente para você - vais ficar meia confusa no início mas siga até o final que vais entender OK?

    Beijos e bons sonhos

    ResponderExcluir
  7. Tens razão Luci. Boa semana, beijos, :)
    Suziley.

    ResponderExcluir
  8. Ei, querida!

    O seu comentário pode não ser bairrismo, mas o meu, se soar como, que seja, então...

    Os temas são diferentes, mas vão dar no mesmo ponto: o desrespeito ao estado e à cidade do Rio de Janeiro.

    Estou cansada de ouvir gente malhando a minha querida Cidade Maravilhosa. Ultimamente, tudo é culpa do Rio e do carioca.

    Se o Brasil está violento, a culpa é do Rio. Se as drogas se espalham, a culpa é dos morros cariocas. Se o turismo sexual aumenta, a culpa é das praias cariocas, e por aí vai.

    Ow, que saco! Não existe tristeza nem violência nem maldade no resto do Brasil não, né? É só no Rio de Janeiro?!?

    Tenho andado bastante magoada e entristecida por conta de ouvir esse tipo de coisa.

    As pessoas gostam de falar contra o preconceito para com os negros, as mulheres, os homossexuais... sugiro criar mais uma classe de vítimas de preconceito: os cariocas!

    Me dói no peito quando algumas pessoas acham que o Rio de Janeiro é a Faixa de Gaza. Quando acham que todo carioca é marginal e desonesto. Quando acham que o Rio é só carnaval, praia e futebol.

    Semanas atrás, aqui na cidade onde me escondo, houve uma manifestação de motoristas e trocadores de ônibus, sob a forma de uma Operação Tartaruga que atrasou todos os horários das linhas dos coletivos.

    Claro que as pessoas ficaram emputecidas dentro dos ônibus e começaram a reclamar da vida, do governo e tudo o mais; até que um indivíduo me solta a seguinte pérola: "Sabe o que é isso aí? Isso é culpa desses cariocas que estão vindo todos para cá"!

    Fiquei tão perplexa com a estupidez do comentário que disparei a rir. Mas, depois, o que me deu foi tristeza. Uma tristeza enorme pelos cariocas maravilhosos que conheço e de quem sinto muitas saudades, e também pela minha linda Cidade Maravilhosa, vítima indefesa de tantos desmandos e tantas sem-vergonhices políticas ao logo dos anos...

    Peço desculpas pelo desabafo, mas não deu para evitar...

    Beijocas procê!

    ResponderExcluir
  9. notícia triste para o Rio tão querido e amado.
    Ainda mais sabendo que, ao se "dividir" este dinheiro, boa parte dele vai parar nas meias de muitos políticos...

    Que o dinheiro fique no Rio, a cidade maravilhosa merece.

    ResponderExcluir