21 de abr de 2010

amor e respeito

Quando escrevi esse post sobre valores de vida, abri a votação que está aí do seu lado direito. A votação já terminou há alguns dias, mas eu não retirei porque querida escrever sobre o resultado. Resultado esse que não me surpreendeu pois tinha a certeza que amor e respeito estariam no topo.

A questão principal: um pode existir sem o outro? Para mim a resposta é não. Aí você pode dizer: "eu respeito quem amo, mas não amo todos que respeito". Aaahh mas sempre que pensamos em amor pensamos em amor específico. Amor entre homem e mulher, amor pelos filhos, amor pelos pais, pelos amigos... Mas amor é algo bem amplo, e quando você respeita você ama sim, ama com o amor mais importante e que nos foi ensinado na Bíblia, o amor ao próximo. Se esse amor fosse mais exercitado, muitos problemas seriam evitados.
Eu devo respeitar o outro não porque é homem ou mulher, não porque é branco, amarelo ou negro, não porque sou casada (o) com ele, não porque me colocou no mundo, não porque ocupa certos cargos, etc etc, mas devo respeitar o outro, acima de tudo, porque é um ser humano.
Isso me lembrou uma vez que eu trabalhava num banco e andava tendo muito tititi e picuinhas. O diretor da Divisão fez uma reunião com todos e disse: "Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas é obrigado a respeitar a todos".
E o outro lado? Todo mundo que ama, respeita? Não, não, não... Conheço pessoas que ama sua mulher, ou seu marido e no entando os trai, então não respeita. Conheço pessoas que ama seus filhos, mas não os ouve, não tentam entender suas escolhas, querem impor suas vontades, então não respeita. Tem gente que ama o amigo, mas não consegue guardar um segredo, então não respeita. E por aí vai...
Quando me separei pela segunda vez foi por causa de traição. Grande parte das pessoas com quem eu convivia já sabia do que estava acontecendo. Então quando eu descobri, além da dor da traição, do que estava acontecendo, me senti A idiota por saber que a maioria das pessoas já sabia. Falei para meu marido que o amava muito e que sabia que alguém que um dia amou, podia deixar de amar. Que se ele chegasse para mim e me dissesse que não me amava mais e queria se separar, eu sofreria muito porque ainda o amava, mas teria sido menos sofrido do que saber que ele foi covarde por não enfrentar a situação e falar comigo, por saber que estava tendo um caso e com quase todos nossos amigos sabendo. Disse que ele podia não me amar mais, mas que deveria me respeitar por um dia ter me amado e me escolhido para viver com ele. Não me amava como mulher, mas deveria me amar e respeitar como um ser humano.

São muitos os exemplos que poderia citar e tenho certeza que você lendo isso deve estar lembrando de algo também. Então, é isso que acho, amor e respeito tem que andar de braços dados, sempre. Não quero com isso dizer que sou perfeita e tenho sempre o comportamento ideal, mas tento exercitar isso, tento melhorar a cada dia.
Quando citei a Bíblia, é porque acho que a pessoa, independente de acreditar ou não em Deus, encontra lá a fórmula para viver melhor, para fazer suas escolhas. Todo mundo deveria ler a Bíblia.
Existem 10 mandamentos, mas só seria necessário um só. Sim, se todos seguissem um só ensinamento de Jesus, o mundo seria muito diferente. "Ame seu próximo como a ti mesmo" - "Amai-vos uns aos outros" - Ame seu próximo com a teu Deus".

Amor, amor, amor!! E quem ama de verdade, respeita!

Não me considero dona da verdade, longe de mim. Tento aprender um pouco a cada dia. Tento ser uma pessoa melhor. Quando você me conta algo sobre o que escrevi, quando você me mostra seu ponto de vista, isso me ajuda e muitos comentários aqui no blog me levam a pensar. Gosto dessa troca. E olha, nunca tenha receio de discordar de mim. O principal não é o que diz, mas como diz. Por isso se existe respeito, se não há agressividade, podemos sempre trocar experiências e pontos de vista.

14 comentários:

  1. Oi Luci, a blogosfera tem me dado muito assunto para pensar. hoje, na sequência, li a postagem da Cris França e a sua. Estou te enviando o link dela, caso não a conheça e fique interessada, mas por que são tão complementares. http://cantodecontarcontos.blogspot.com/2010/04/o-amor-em-pequenos-potes.html
    Vou dormir muito feliz com as leituras de vocês. Como não amá-las?
    Amor exige respeito e confiança.
    E já que o tema é valores, você não acha uma grande inversão deles o fato de alguém traído sentir-se O idiota da situação, quando agia certo enquanto o outro tripudiava de sua confiança? Quem é mesmo O idiota desta situação? Vamos atentar para os valores certos!
    Um beijo e obrigada por esse fim de noite especial.

    ResponderExcluir
  2. Tati eu concordo com você que a idiota não era eu, mas no momento que acontece é assim que você se sente. Hoje? Ele é um babaca e foi quem mais perdeu com tudo isso.

    beijão e que bom que gostou do texto. Vou dar uma lida na sua indicação.

    ResponderExcluir
  3. Luci
    Amiga Vida você ´pode estar tentando ser melhor a cada dia e eu estou ficando a cada dia por ter conhecido você.
    Acho que falar puco diz muito.
    Te amo Vida!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Quer uma camiseta da PETIT ART na faixa???
    Vai lá na Petit Art e participe da Promoção!Boa sorte!
    bjo bjo

    ResponderExcluir
  5. Oi minha querida, adorei seu post....tb acho que um nao vive sem o outro....o amor ao próximo gera o respeito ... que linda coragem amiga, de se abrir dessa maneira....isso sim é amor próprio...adorei e te admiro demais!!!!
    Parabens!

    Lu, estou com novo sorteio, vem participar e esse é muito especial...é sobre amizade!!!!
    Boa sorte,
    beijinhos
    So

    ResponderExcluir
  6. Eu concorcom com tudo que vc escreveu. Acho que no caso do seu ex marido, além de respeito faltou sinceridade e honestidade pra assumir que não estava mais feliz de um jeito e que queria mudar ou tentar se relacionar com outras pessoas. Se ele tivesse sido sincero contigo tudo poderia ter acabado de forma melhor.

    ResponderExcluir
  7. É Lu, tenho que concordar com você. Amor e respeito caminham juntos nessa nossa trajetória de vida. Um sem o outro não existe.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Luci!
    Essa é a verdade da vida: respeito. Às vezes, nem precisamos amar, mas se conseguirmos respeitar, já é um grande começo!
    Parabéns pela iniciativa da pesquisa e pela reflexão! É sempre bom pararmos e pensarmos um pouco sobre a vida e nossas atitudes diante dela!
    Um beijo enorme!
    Karina

    ResponderExcluir
  9. É isso aí, Luci. Gostei e votei na sua pesquisa. De fato, amor e respeito são dois lados da mesma moeda. Tenha um bom dia, beijos, ;)

    ResponderExcluir
  10. Luci, que belo texto

    A primeira pessoa que me ensinou que amor é sinal de respeito foi minha saudosa mãe, que infelizmente casou-se por amor e morreu amando de uma forma que nunca foi amada.

    A gente não manda no coração e nem na emoção, mas com certeza a gente manda na razão, e ela deve estar sempre ao nosso lado, nos equilibrando.


    fiquei feliz em te receber no Canto, seja muito bem vinda e vou te seguindo aqui, adoro fazer novos amigos, e preservar os que ganho.

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie...
    te achei passeando pelos blogs...
    amei o que vc escreveu... concordo com tudinho!!!!
    Respeito é tudo...

    Vi seus artesanatos... tb amo artesanato... pintei por muito tempo, agora parei um pouquinho... desanimei ... quem sabe eu volto...

    ahhh... estou add vc nos meus Blos favoritos...

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi, Luci
    Vim agradecer sua visita e conhecer seu espaço.
    É muito interessante, gostei, acho que você aborda assuntos que merecem ser debatidos.
    Este seu último post, por exemplo, em que você fala de Amor e Respeito.
    Devo dizer que gostei muito do texto.
    Pessoalmente considero o Amor o sentimento mais importante e mais nobre que existe; ele está na base de todos os bons sentimentos.
    Não vou aqui alongar-me muito :) Isto é um espaço de comentários, não de posts :)
    Mas só para lhe dar um exemplo:
    Caridade - um sentimento bom, uma virtude. Quem pode ser caridoso se não tiver dentro de si um Amor muito grande?

    Outra hora falamos mais...

    Vou me fazer sua seguidora, para não perder o rumo. Quer vc seguir-me, também?

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Luci, concordo com tudo o que você desabafou aí para nós. Você perdoou o seu ex-marido, pela traição?

    O meu sentimento, não é só pelos familiares, amigos e sim pelos outros que estão andando na rua, pode ser um mendigo, ou uma senhora que passou.. logo sorriu para ela/ele. :)

    Beijos,

    ResponderExcluir
  14. Eu também concordo que você não foi idiota. Ele é que foi covarde.
    Minha avó dizia que a má ação, fica com quem a faz.
    Esse indivíduo não merecia você, e provou isso. O que faz a gente sofrer muito nesses casos, é o orgulho próprio ferido, porque sentimos vergonha de nós mesmos, quando somos enganados.
    Aceitar o fato de que ninguém é obrigado a amar o outro, ou continuar amando, é mais fácil.
    Difícil mesmo, é a falta do respeito humano. Se o cavalheiro tivesse a coragem de encarar esse assunto, colocando as cartas na mesa, muita gente sofreria menos, e não restariam tantas mágoas.
    O pior é que eles são tão egoístas, que preferem deixar uma ou mais, debaixo do tapete, para no caso da outra falhar, é só ele pegar no estoque, aquela que ele vai continuar usando, sem nenhum escrúpulo.

    Um grande abraço, amiga. Seja feliz.

    ResponderExcluir