22 de jul de 2010

Nenhum pai e mãe deveria viver um momento como esse. Não tive a graça de ser mãe, mas sempre disse que acredito que perder um filho deve ser a maior dor que uma pessoa pode passar. Vivi isso de perto como diversas pessoas.



Nós que estamos acostumados a ver a alegria constante da Ciça nos emocionamos com sua dor estampada no rosto. Porém, não podemos esquecer que todos os dias mães perdem seus filhos de forma bruta. Ciça por ser uma pessoa pública, está em evidência. Se você ler só as notícias de hoje vera outras mortes e saberá que há uma mãe sofrendo por causa dela.
Eu não sou dessas pessoas que acredita que tudo tem um motivo divino para acontecer, pois acredito no livre arbítrio. O que vemos são pessoas cada vez mais irresponsáveis, mais violentas, mais irritadas, sem paciência. E se quando eu era adolescente o máximo que víamos numa briga de trânsito era as pessoas sairem no tapa, hoje vemos alguém logo pegar uma arma e atirar no outro. O motorista que agrediu um pedestre com uma barra de ferro foi condenado a 14 anos. Sairá com muito menos que isso e pior, pois nossas prisões são fábricas de bandidos.
As pessoas saem e não sabem se voltam, ou como voltam...


6 comentários:

  1. Fiquei muito triste.
    Imagino como deve ser tao dificil.
    Eu perdi uma irmã e nunca esqueço dela...meu pai e minha mãe ate hj sofrem com saudades, mesmo tendo passado tantos anos.

    Que ela tenha forças para suportar tamanha tristeza
    um beijo, Luci. Bom dia p vc, querida amiga.

    ResponderExcluir
  2. É mesmo muito triste ver a dor de uma mãe perder um filho.
    Como você disse, isso acontece diariamente.
    Espero nunca ter que passar por uma situação dessas, pois só de pensar, me desespero.
    Um xero Luci

    ResponderExcluir
  3. Luci,

    É tudo muito triste...um jovem ainda com muito a viver...
    Um primo meu morreu aos 14 anos também atropelado e o semblante de Ciça me fez recordar o semblante de minha tia naquele dia horrível.
    Não sei porque razào mas durante minha adolescência presenciei essa perda algumas vezes, de pessoas que nem conhecia. A que mais me marcou foi uma criança que foi atropelada pelo ônibus em que eu estava. Os gritos de desespero daquela mãe ficaram dentro de mim e ainda hoje choro só de lembrar.
    Hoje tenho meus filhos e te digo que o temor de perdê-los já passou mais de uma vez pela minha cabeça.
    Apesar de já ter presenciado essa dor, nem sequer imagino o seu tamanho e sinceramente, desejo nunca saber.
    Desejo de coração que os pais do rapaz,Ciça e Raul, consigam de alguma forma lidar, amenizar e conviver com a dor da perda.

    Bjs, Elaine

    ResponderExcluir
  4. Eu nem quero imaginar o tamanho dessa dor, mas acho que tudo tem o momento exato para acontecer e nada nem ninguémpode mudar. É a vontade de Deus.
    Que Deus dê a conformaçãoà este casal e a todos que passam por esta perda.
    Beijos, Luiza.

    ResponderExcluir
  5. Eu senti uma dor parecida com essa qdo meu filho quase morreu em decorrência de um acidente doméstico quando ele tinha 5 aos.
    Graças a muitas orações de amigos, familiares e mesmo minhas, hj ele tem 17 anos.
    Mas eu tb me emocionei pela dor da Ciça Guimarães! mas DEUS achou por bem levá-lo, talvez sua missão fosse pequena na Terra!
    Quem poderá saber?
    Que Deus o acompanhe!

    bj no core

    ResponderExcluir
  6. Deve ser uma dor horrorosa perder um filho, ainda mais na flor da idade... Força para a Ciça!!!

    Bjossss

    ResponderExcluir