28 de set de 2010

prá não dizer que não falei das flores

´"Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer"

Quantas pessoas conhecem esse refrão? Quantas já o cantaram em algum momento? Muitas! Porém muitas pessoas não sabem quem é o autor e nem quando surgiu.

Festival da Canção, 1968, Geraldo Vandré canta "Pra não dizer que não falei das flores", música que ficou conhecida como "Caminhando". Música que ficou conhecida como um hino da resistência militar e que até hoje é cantada  e lembrada. Quantos e quantos artistas regravaram a música.
Veio o exílio e mesmo após ter voltado ao país, Vandré se impôs um exílio dentro do Brasil. Após mais de 40 anos, no dia que completava 75 anos,  ele falou pela primeira vez num dos meus programas preferidos, o Globo News Dossiê, com Geneton Morae Neto.
Confesso que me emocionei assistindo a entrevista. Muitas imagens e sentimentos borbulharam dentro de mim. Queria tanto que muitas pessoas assistissem e refletissem. Mandei o link para amigos que tenho certeza vão amar assistir e deixo o link aqui para vocês. Não vou contar nada, só dizer que vale a pena, que ao menos uma frase, entre tantas importantes, poderá fazer você pensar, lembrar, sentir, refletir. 
Esse é o link para o site do programa onde você poderá assistir ao vídeo com a entrevista, e também encontrar muitas outras ótimas entrevistas. Se você não tem NET, sugiro guardar o link.    Globo News Dossiê.

"Caminhando" ficou em segundo lugar, perdendo para Sabiá de Chico Buarque e Tom Jobim. Nesse vídeo, som original, pois não existe imagens da apresentação de Vandré.



Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Caminhando e cantando
E seguindo a canção...


Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...


Pelos campos há fome
Em grandes plantações
Pelas ruas marchando
Indecisos cordões
Ainda fazem da flor
Seu mais forte refrão
E acreditam nas flores
Vencendo o canhão...


Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...


Há soldados armados
Amados ou não
Quase todos perdidos
De armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam
Uma antiga lição:
De morrer pela pátria
E viver sem razão...


Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...


Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Somos todos soldados
Armados ou não
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não...
Os amores na mente
As flores no chão
A certeza na frente
A história na mão
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Aprendendo e ensinando
Uma nova lição...


Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...


Das músicas de Vandré, são 57, a minha preferida é "Disparada". Eu era menina quando Jair Rodrigues a defendeu no Festival de 1966. Sim, eu tinha 7 anos. Não entendia o que a letra queria dizer, mas a música me encantou. Tenho a lembrança de pedir uma revista emprestada para copiar a letra.





Contam que a coisa mais difícil foi fazer o Jair cantar ficando sério, pois todo mundo sabe como ele é risonho.


Espero que tenham gostado do post e aproveitado


beijos e um ótimo dia!!!

27 de set de 2010

Poucas vezes li um texto tão inteligente e com tamanha lucidez. Não poderia deixar de postá-lo aqui. Sim, é grande, mas vale a pena ler cada frase.

"Carta de Gilberto Geraldo Garbi para Lula.



Gilberto Geraldo Garbi foi um dos alunos classificados a seu tempo como UM DOS MELHORES ALUNOS DE MATEMÁTICA que já haviam adentrado o ITA, entre outras honrarias que recebeu daquela instituição. Depois de graduado, desenvolveu carreira na TELEPAR, onde chegou a Diretor Técnico e Diretor Presidente, sendo depois Presidente da TELEBRAS.




A CAMINHO DOS 99,9999995%


( Gilberto Geraldo Garbi )


Há poucos dias, a imprensa anunciou amplamente que, segundo as últimas pesquisas de opinião, Lula bateu de novo seus recordes anteriores de popularidade e chegou a 84% de avaliação positiva. É, realmente, algo "nunca antes visto nesse país" e eu fiquei me perguntando o que poderemos esperar das próximas consultas populares.
Lembro-me de que quando Lula chegou aos 70% achei que ele jamais bateria Hitler, a quem, em seu auge, a cultíssima Alemanha chegara a conceder 82% de aprovação.
Mas eu estava enganado: nosso operário-presidente já deixou para trás o psicopata de bigodinho e hoje só deve estar perdendo para Fidel Castro e para aquele tiranete caricato da Coreia do Norte, cujo nome jamais me interessei em guardar. Mas Lula tem uma vantagem sobre os dois ditadores: aqui as pesquisas refletem verdadeiramente o que o povo pensa, enquanto em Cuba e na Coreia do Norte as pesquisas de opinião lembram o que se dizia dos plebiscitos portugueses durante a ditadura lusitana: SIM, Salazar fica; NÃO, Salazar não sai; brancos e nulos sendo contados a favor do governo...(Quem nunca ouviu falar em Salazar, por favor, pergunte a um parente com mais de 60).
Portanto, a popularidade de Lula ainda "tem espaço" para crescer, para empregar essa expressão surrada e pedante, mas adorada pelos economistas. E faltam apenas cerca de 16% para que Lula possa, com suas habituais presunção e imodéstia, anunciar ao mundo que obteve a unanimidade dos brasileiros em torno de seu nome, superando até Jesus Cristo ou outras celebridades menores que jamais conseguiram livrar-se de alguma oposição...
Sim, faltam apenas 16% mas eu tenho uma péssima notícia a dar a seu hipertrofiado ego: pode tirar o cavalinho da chuva, cumpanhero, porque de 99,9999995% você não passa.
Como você não é muito chegado em Aritmética, exceto nos cálculos rudimentares dos percentuais sobre os orçamentos dos ministérios que você entrega aos partidos que constituem sua base de sustentação no Congresso, explico melhor: o Brasil tem 200.000.000 de habitantes, um dos quais sou eu. Represento, portanto, 1 em 200.000.000, ou seja, 0,0000005% enquanto os demais brasileiros totalizam os restantes 99,9999995%. Esses, talvez, você possa conquistar, em todo ou em parte. Mas meus humildes 0,0000005% você jamais terá porque não há força neste ou em outros mundos, nem todo o dinheiro com que você tem comprado votos e apoios nos aterros sanitários da política brasileira, não há, repito, força capaz de mudar minha convicção de que você foi o pior dentre todos os presidentes que tive a infelicidade de ver comandando o Brasil em meus 65 anos de vida.
E minha convicção fundamenta-se em um fato simples: desde minha adolescência, quando comecei a me dar conta das desgraças brasileiras e a identificar suas causas, convenci-me de que na raiz de tudo está a mentalidade dominante no Brasil, essa mentalidade dos que valorizam a esperteza e o sucesso a qualquer custo; dos que detestam o trabalho e o estudo; dos que buscam o acesso ao patrimônio público para proveito pessoal; dos que almejam os cabides de emprego, as sinecuras e os cargos fantasmas; dos que criam infindáveis dinastias nepotistas nos órgãos públicos; dos que desprezam a justiça desde que a injustiça lhes seja vantajosa; dos que só reclamam dos privilégios por não estar incluídos entre os privilegiados; dos que enriquecem através dos negócios sujos com o Estado; dos que vendem seus votos por uma camiseta, um sanduíche ou, como agora, uma bolsa família; dos que são de tal forma ignorantes e alienados que se deixam iludir pelas prostitutas da política e beijam-lhes as mãos por receber de volta algumas migalhas do muito que lhes vem sendo roubado desde as origens dos tempos; dos que são incapazes de discernir, comover-se e indignar-se diante de infâmias.
Antes e depois de mim, muitos outros brasileiros, incomparavelmente melhores e mais lúcidos, chegaram à mesma conclusão e, embora sejamos minoria, sinto-me feliz e honrado por estar ao lado de Rui Barbosa. Já ouviu falar nele? Como você nunca lê, eu quase iria sugerir-lhe que pedisse a algum de seus incontáveis assessores que lhe falasse alguma coisa sobre a Oração aos Moços... Mas, esqueça... Se você souber o que ele, em 1922, disse de políticos como você e dos que fazem parte de sua base de sustentação, terá azia até o final da vida.
Pense a maioria o que quiser, diga a maioria o que disser, não mudarei minha convicção de que este País só deixará de ser o que é - uma terra onde as riquezas produzidas pelo suor da parte honesta e trabalhadora é saqueada pelos parasitas do Estado e pelos ladrões privados eternamente impunes - quando a mentalidade da população e de seus representantes for profundamente mudada.
Mudada pela educação, pela perseverança, pela punição aos maus, pela recompensa aos bons, pelo exemplo dos governantes.
E você Lula, teve uma oportunidade única de dar início à mudança dessa mentalidade, embalado que estava com uma vitória popular que poderia fazer com que o Congresso se curvasse diante de sua autoridade moral, se você a tivesse.
Você teve a oportunidade de tornar-se nossa tão esperada âncora moral, esta sim, nunca antes vista nesse País. Mas não, você preferiu o caminho mais fácil e batido das práticas populistas e coronelistas de sempre, da compra de tudo e de todos. Infelizmente para o Brasil, mas felizmente para os objetivos pessoais seus e de seu grupo, você estava certo: para que se esforçar, escorado apenas em princípios de decência, se muito mais rápido e eficiente é comprar o que for necessário, nessa terra onde quase tudo está à venda?
Eu não o considero inteligente, no nobre sentido da palavra, porque uma pessoa verdadeiramente inteligente, depois de chegar aonde você chegou, partindo de onde você partiu, não chafurdaria nesse lamaçal em que você e sua malta alegremente surfam, nem se entregaria a seu permanente êxtase de vaidade e autoidolatria. Mas reconheço em você uma esperteza excepcional: nunca antes nesse País um presidente explorou tão bem, em proveito próprio e de seu bando, as piores qualidades da massa brasileira e de seus representantes.
Esse é seu legado maior, e de longa duração: o de haver escancarado a lúgubre realidade de que o Brasil continua o mesmo que Darwin encontrou quando passou por essas plagas em 1832 e anotou em seu diário: "Aqui todos são subornáveis".
Você destruiu as ilusões de quem achava que havíamos evoluído em nossa mentalidade e matou as esperanças dos que ainda acreditavam poder ver um Brasil decente antes de morrer.
Você não inventou a corrupção brasileira, mas fez dela um maquiavélico instrumento de poder, tornando-ageneralizada e fazendo-a permear até os últimos níveis da Administração.
O Brasil, sob você, vive um quadro que em medicina se chamaria de septicemia corruptiva. Peça ao Marco Aurélio para lhe explicar o que é isso.
Você é o sonho de consumo da banda podre desse País, o exemplo que os funcionários corruptos do Brasil sempre esperaram para poder dar, sem temores, plena vazão a seus instintos.
Você faz da mentira e da demagogia seu principal veículo de comunicação com a massa.
A propósito, o que é que você sente, todos os dias, ao olhar-se no espelho e lembrar-se do que diz nos palanques? Você sente orgulho em subestimar a inteligência da maioria e ver que vale a pena?
Você mentiu quando disse haver recebido como herança maldita a política econômica de seu antecessor, a mesma política que você manteve integralmente e que fez a economia brasileira prosperar.
Você mentiu ao dizer que não sabia do Mensalão
Mentiu quando disse que seu filho enriqueceu através do trabalho
Mentiu sobre os milhões que a Ong 13, de sua filha, recebeu sem prestar contas
Mentiu ao afastar Dirceu, Palocci, Gushiken e outros cumpanheros pegos em flagrante
Mente quando, para cada platéia, fala coisas diferentes, escolhidas sob medida para agradá-las
Mentiu, mente e mentirá em qualquer situação que lhe convenha.


Por falar em Ongs, você comprou a esquerda festiva, aquela que odeia o trabalho e vive do trabalho de outros, dando-lhe bilhões de reais através de Ongs que nada fazem, a não ser refestelar-se em dinheiro público, viajar, acampar, discursar contra os exploradores do povo e desperdiçar os recursos que tanta falta fazem aos hospitais.
Você não moveu uma palha, em seis anos de presidência, para modificar as leis odiosas que protegem criminosos de todos os tipos neste País sedento de Justiça e encharcado pelas lágrimas dos familiares de tantas vítimas.
Jamais sua base no Congresso preocupou-se em fechar ao menos as mais gritantes brechas legais pelas quais os criminosos endinheirados conseguem sempre permanecer impunes, rindo-se de todos nós.
Ao contrário, o Supremo, onde você tem grande influência, por haver indicado um bom número de Ministros, acaba de julgar que mesmo os condenados em segunda instância podem permanecer em liberdade, até que todas as apelações, recursos e embargos sejam julgados, o que, no Brasil, leva décadas.
Isso significa, em poucas palavras, que os criminosos com dinheiro suficiente para pagar os famosos e caros criminalistas brasileiros podem dormir sossegados, porque jamais irão para a cadeia.
Estivesse o Supremo julgando algo que interessasse a seu grupo ou a suas inclinações ideológicas, certamente você teria se empenhado de corpo e alma.
Aliás, Lula, você nunca teve ideais, apenas ambições.
Você jamais foi inspirado por qualquer anseio de Justiça. Todas as suas ações, ao longo da vida, foram motivadas por rancores, invejas, sede pessoal de poder e irrefreável necessidade de ser adorado e ter seu ego adulado.
Seu desprezo por aquilo que as pessoas honradas consideram Justiça manifesta-se o tempo todo: quando você celeremente despachou para Cuba alguns pobres desertores que aqui buscavam a liberdade; quando você deu asilo a assassinos terroristas da esquerda radical; quando você se aliou à escória do Congresso, aquela mesma contra quem você vociferava no passado; quando concedeu aumentos nababescos a categorias de funcionários públicos já regiamente pagos, às custas dos impostos arrancados do couro de quem trabalha arduamente e ganha pouco; quando você aumentou abusivamente as despesas de custeio, sabendo que pouquíssimo da arrecadação sobraria para os investimentos de que tanto carece a população; quando você despreza o mérito e privilegia o compadrio e o populismo; e vai por aí.... Justiça, ora a Justiça, é o que você pensa...
Você tem dividido a nação, jogando regiões contra regiões, classes contra classes e raças contra raças, para tirar proveito das desavenças que fomenta.
Aliás, se você estivesse realmente interessado, como deveria, em dar aos pobres, negros e outros excluídos as mesmas oportunidades que têm os filhos dos ricos, teria se empenhado a fundo na melhoria da saúde e do ensino públicos.
Mas você, no íntimo, despreza o ensino, a educação e a cultura, porque conseguiu tudo o que queria, mesmo sendo inculto e vulgar. Além disso, melhorar a educação toma um tempo enorme e dá muito trabalho, não é mesmo?
E se há coisa que você e o Partido dos Trabalhadores definitivamente detestam é o trabalho: então, muito mais fácil é o atalho das cotas, mesmo que elas criem hostilidades entres as cores, que seus critérios sejam burlados o tempo todo e que filhos de negros milionários possam valer-se delas.
A Imprensa faz-lhe pouca oposição porque você a calou, manipulando as verbas publicitárias, pressionando-a economicamente e perseguindo jornalistas.
O que houve entre o BNDES e as redes de televisão?
O que você mandou fazer a Arnaldo Jabor, a Boris Casoy, a Salete Lemos?
Essa técnica de comprar ou perseguir é muito eficaz. Pablo Escobar usou-a com muito sucesso na Colômbia, quando dava a seus eventuais opositores as opções: "O plata, o plomo". Peça ao Marco Aurélio para traduzir. Ele fala bem o Espanhol.
Você pode desdenhar tudo aquilo que aqui foi dito, como desdenha a todos que não o bajulem.
Afinal, se você não é o maior estadista do planeta, se seu governo não é maravilhoso, como explicar tamanha popularidade? É fácil: políticos, sindicatos, imprensa, ONGs, movimentos sociais, funcionários públicos, miseráveis, você comprou com dinheiro, bolsas, cotas, cargos e medidas demagógicas.
Muita gente que trabalha, mas desconhece o que se passa nas entranhas de seu governo, satisfez-se com o pouco mais de dinheiro que passou a ganhar, em consequência do modesto crescimento econômico que foi plantado anteriormente, mas que caiu em seu colo.
Tudo, então, pode se resumir ao dinheiro e grande parte da população parece estar disposta a ignorar os princípios da honradez e da honestidade e a relevar as mentiras, a corrupção, os desperdícios, os abusos e as injustiças que marcam seu governo em troca do prato de lentilhas da melhoria econômica.
É esse, em síntese, o triste retrato do Brasil de hoje... E, como se diz na França, "l´argent n´est tout que dans les siècles où les hommes ne sont rien".
Você não entendeu, não é mesmo? Então pergunte à Marta. Ela adora Paris e há um bom tempo estamos sustentando seu gigolô franco-argentino...


Gilberto Geraldo Garbi "

"Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão." (Eça de Queiroz)

Um ótima e produtiva semana!!

25 de set de 2010

encerrando minha campanha política

Sim, hoje o Vida encerra seus posts sobre essa eleição. No meu coração há um fio de esperança de que teremos segundo turno, pelo menos isso. Meu grande tormento hoje? Ainda não sei o que fazer com meu voto para senador e deputados. Senador eu até andei pensando... mas deputados estadual e federal não faço a mínima idéia. Estamos carentes de candidatos, esse é nosso maior problema.
Aqui no Rio, Sergio Cabral se elege no primeiro turno com 60% dos votos, provavelmente serão eleitos para senadores, Lindenberg Farias para 8 anos e Crivela para 4 anos. Para deputado Federal, encabeçam as pesquisas, Garotinha e Romário. Para Estadual, o mais votado é Wagner Montes. Bem, pelo menos não temos nenhum Tiririca como em São Paulo, onde o indivíduo será o deputado mais votado. Para senador em São Paulo vi qu entra Martha Suplici e Netinho, sim, aquele pagodeiro/apresentador de televisão.
Espero que as pessoas pelo menos consultem a lista dos fichas sujas e não elejam os dito cujos, já qu epelo jeito a lei do ficha limpa não vai valer para essas eleições.
Teremos debate presidencial na quinta-feira. Não deixem de assistir. Também sugiro os vídeos com as entrevistas dos candidatos no Bom Dia Brasil, foram boas! No final da página desse link, você pode clicar e assistir aos vídeos. http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/
Vote na sua escolha, mas que seja uma escolha consciente.

Para terminar a campanha.....
VOTE NA DILMA !

As promoções da época!

Vote na Dilma e ganhe, inteiramente gratis, um José Sarney de presente agregado ao Michel Temmer.

Mas não é só isso, votando na Dilma você também leva, inteiramente grátis (GRÁTIS???) um Fernando Collor de presente.

Não pense que a promoção termina aqui.

Votando na Dilma você também ganha, inteiramente grátis, um Renan Calheiros e um Jader Barbalho.

Mas atenção: se você votar na Dilma, também ganhará uma Roseana Sarney no Maranhão, uma Ideli Salvati em Santa Catarina e uma Martha Suplício em S. Paulo.

Ligue já para a Dirceu-Shop, e ganhe este maravilhoso pacote de presente: Dilma, Collor, Sarney pai, Sarney filho, Roseana Sarney, Renan Calheiros, Jáder Barbalho, José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoíno, e muito, muito mais, com um único voto.

E tem mais, você também leva inteiramente grátis, bonequinhos do Chavez, do Evo Morales, do Fidel Castro ao lado do Raul Castro, do Ahmadinejad, do Hammas e uma foto autografada das FARC´s da Colombia.

Isso sem falar no poster inteiramente grátis dos líderes dos bandidos "Sem Terra", Pedro Stedile e José Rainha, além do Minc com uniforme de guerrilheiro e sequestrador.

Ganhe, ainda, sem concurso, uma leva de deputados especialistas em mensalinhos e mensalões. E mais: ganhe curso intensivo de como esconder dinheiro na cueca, na meia, na bolsa ..., ministrado por Marcos Valério e José Adalberto Vieira da Silva e José Nobre Guimarães.
Tudo isto e muito mais!

Ah PT, quem te viu, quem te vê!!!!
 
bom final de semana!!!!!!

22 de set de 2010

House e o Auxílio Exclusão

Não, não, House não foi preso e não vai receber auxílio reclusão. São 2 assuntos hehehe


Primeiro quero dizer aos fãs de House, mas fãs mesmo, que estão sofrendo com abstinência e ansiedade para o início da nova temporada, que o primeiro episódio já pode ser baixado. Basta clicar aqui.

Se vc não sabe como fazer, é simples! Clique em donload. Vai abrir uma página e você clica em "contiunuar download. Na nova página clique em "transferência normal". Vão lhe pedir para esperar 60 segundos e aí é só salvar \o/\o/

Segundo, sobre o auxílio reclusão. Eu já comentei diversas vezes das pessoas que gostam de criticar com agressividade, mas sem acrescentar nadica de nada. Pois preciso falar que as vezes aparece pessoas gentis, que nos corrigem e esclarecemcom toda educação e eu acho isso ótimo, pois nos impede, principalmente de passar informações erradas.
No post anterior eu falei do tal auxílio reclusão e a Heloisa Cunha me mandou um email que quero partilhar com vocês para que também se informem e não repasse informações erradas.

Oi, Luci,



Tudo bem?


Li o que você escreveu sobre o auxílio-reclusão e resolvi enviar-lhe essa mensagem para esclarecer esse benefício. Achei melhor do que simplesmente comentar no seu blog.
Tenho formação jurídica e trabalhei toda vida nessa área.
Esse benefício é um benefício previdenciário previsto em lei, há muito tempo. Não foi introduzido por esse governo, nem por nenhum outro.
Foi introduzido pela legislação, e a última lei previdenciária foi promulgada em 1991. Portanto, existe há muito tempo.
À primeira vista pode parecer um benefício absurdo, mas é um benefício como qualquer outro previdenciário, ou seja, auxílio-doença, aposentadoria.
Ele só é devido para aqueles que contribuem para a Previdência Social.
Não é devido aos criminosos só porque cometeram um delito e foram presos. É devido para aquele que, contribuindo mensalmente para a Previdência, comete um crime e vai para a prisão.
Esse auxílio é entregue para a família do preso, pois seus filhos não são culpados do seu crime. São crianças que precisam ser cuidadas e alimentadas. Já perderam o pai para o crime, e não podem ser abandonados pelo Estado. Mas reforço: só receberão esse benefício se o pai tiver contribuído para a Previdência.
Desculpe-me se fui inoportuna. Mas como você disse que é uma pessoa informada, e eu sei que é, achei interessante trazer-lhe essas informações.


Beijo,


Heloisa
Heloisa, você não foi importuna de forma alguma. Só tenho que lhe agradecer pela informação. Gostaria que todos fizessem isso em relação aos meus erros e equívocos, pois só assim aprendemos. Você além de me esclarecer foi de muita delizadeza. Sei que nem todos recebem bem esse tipo de coisas. Eu mesmo já tentei ajudar algumas pessoas com informações corretas e elas nem ao menos me responderam, devem ter ficado aborrecidas. Mas que bom que existem pessoas como você.

beijos e muito obrigada!!!!!

Aproveitem e conheçam o blog da Heloisa http://blogdavovohelo.blogspot.com/

21 de set de 2010

Eu, que me considero uma pessoa informada, fui surpreendida com uma informação que chegou a mim através de uma email.
Você já conhece diversas "Bolsas" dadas pelo Governo, mas sabia que existe o Auxílio Reclusão? Esse é o nome, mas eu prefiro chamar de Bolsa Bandido.
Desde 01/01/2010, todo presidiário com filhos, tem direito a uma bolsa que, é de R$798,30 "por filho" para sustentar a família, já que o coitadinho não pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso.


Sim, eu sei, parece mentira, mas você pode conferir no site da Previdência Social.
Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS

http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22
 
Ou seja, ser mulher de bandido hoje está em alta, elas podem receber mais do que eu que trabalho o dia todinho e muitas vezes final de semana. É isso mesmo, você não leu errado, artesanato não vai me deixar rica, sequer paga minhas contas mensais. Porém a família de um bandido pode receber mais que muito chefe de família que trabalha 1 mes inteirinho para ganhar salário mínimo.
 
O email que recebi foi esse: Kit Brasileiro
 
Vai transar?*

O governo dá camisinha.

*Já transou?*


O governo dá a pílula do dia seguinte

*Teve filho?*


O governo dá o Bolsa Família..

*Tá desempregado?*


O governo dá Bolsa Desemprego.

*Vai prestar vestibular?*


O governo dá o Bolsa Cota.


*Não tem terra?*


O governo dá o Bolsa Invasão e ainda te aposenta.

*RESOLVEU VIRAR BANDIDO E FOI PRESO?*


a partir de 1º/1/2010 O GOVERNO DÁ O AUXÍLIO RECLUSÃO!

*esse é novo* >> Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa que, é de R$798,30 "por filho" para sustentar a família, já que o coitadinho não pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso.
Não acredita?
Confira no site da Previdência Social.
Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS

( http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22 )

*Mas experimenta estudar e andar na linha pra ver o que é que te acontece!*



"Trabalhe duro, pois milhões de pessoas que vivem do Fome-Zero e do Bolsa-Família,  sem trabalhar, dependem de você"
 
..................................................
 
Ontem me lembrei de um fato quando conversava com uma pessoa sobre o nada que tem sido feito pela educação no nosso país. Afinal por que um presidente semi-analfabeto, que se orgulha disso, perderia tempo se preocupando com tal assunto?
 
Um imperador chinês, Chín Shi Huang determinou, por volta do ano 213 a.C., a execução de professores, seguida de uma grande incineração dos livros, no objetivo de forçar uma subordinação completa das mentes à sua autoridade.
 
Sim, povo com educação e cultura tende a questionar, então vamos mantê-los ignorantes que fica mais fácil, não é?
 
Bom dia!!!

19 de set de 2010

O Melhor de Mim

Me inscrevi para participar da Blogagem Coletiva que comemora hoje os 2 anos do blog Um Pouco de Mim. O tema: O Melhor de Mim. Diversas vezes parei aqui na frente do pc para tentar escrever e não conseguia, não saía nadica de nada. Pensava, pensava e não conseguia escrever. Porém isso fez com que eu olhasse para dentro de mim com um outro olhar. E a pergunta ficava me rondando... o que eu tenho de bom? o que é melhor em mim?
A dificuldade não vinha da modéstia, de achar difícil falar de minhas qualidades, mas de questionar o que realmente era bom em mim. Eu poderia escrever da facilidade que tenho de fazer as coisas, dom natural. Cozinho muito bem, sou boa dona de casa, faço minhas artes... mas isso não poderia ser o melhor de mim, pois creio que o que uma pessoa tem de melhor tem que estar dentro dela, como pessoa.
Estou passando uma fase muito difícil onde venho questionando muito da minha vida e se olhar numa fase assim é bem complicado e desafiador. Ando muito mexida emocionalmente e qualquer pensamento mais profundo resulta num turbilhão. Eu sempre tive a certeza do que eu tinha de bom, mas hoje eu questiono se tinha razão. Muito de tudo que eu achava ser qualidade, em um momento e outro se tornava uma arma contra mim, servia para me ferir, me magoar, não era compreendido, era mais cobrado, era questionado. Quantas e quantas vezes me perguntei se eu realmente estava certa sendo como era, tendo as atitudes que tinha, se realmente era bom prá mim e para os outros. Quantas e quantas vezes me senti um E.T.
Eu me considero uma boa pessoa e uma pessoa boa. Podem dizer o que for que essa certeza ninguém vai me tirar. Não tanto como eu gostaria, pois estou sempre me questionando e me cobrando para melhorar, pois acredito que a vida é uma aprendizagem e até nosso último minuto temos o que aprender e melhorar como pessoa.
Me considero uma boa amiga, sou uma pessoa sensível até demais e em relação a tudo e a todos, tenho um enorme prazer em ajudar, faço o que posso, com minhas limitações, para fazer o outro feliz, gosto de cuidar das pessoas, sou muito sincera, o que me traz muitos problemas, sou autêntica, me preocupo com o outro, mesmo quem não conheço, sou honesta, sou condescendente, sei perdoar, sei pedir perdão... Mas escrevendo tudo isso penso que não deveriam ser qualidades e serem exaltadas, deveria ser o normal, o que todo mundo deveria ser.
Mas o que tenho de melhor em mim? Me pergunto mais uma vez nesse momento que escrevo. Parei, pensei, reli o que escrevi, me emocionei com diversas imagens que passaram por minha mente, e me veio uma resposta que ainda não havia pensado... a minha capacidade de amar.

18 de set de 2010

Já escrevi algumas vezes de como acredito que deve haver respeito em relação a fé de cada um. Não precisamos acreditar, concordar, mas devemos respeitar.
Infelizmente sempre aparece alguém querendo gerar polêmico usando símbolos religiosos. Essa semana me deparei com uma propaganda de sorvete.

Abaixo os dizeres "concebido imaculadamente"
"nossa religião é o sorvete"

O anúncio foi proibido, mas os autores disseram que diversos outros serão colocados no caminho por onde o Papa vai passar na sua visita a Inglaterra. Na verdade esse tipo de coisa não me revolta, no fundo tenho pena.
reportagem completa aqui.

Por outro lado, é muito bom ver pessoas se mobilizando éla união e respeito.



Cada um escohe de que lado quer viver, não é mesmo?

ótimo final de semana

16 de set de 2010

ah coitadas...







Será mesmo?
Os príncipes ninguém mostra né?
Com certeza estão barrigudos e carecas hahaha


15 de set de 2010

Hoje é o seu dia! Que dia mais feliz!


Entre as coisas boas que me aconteceu na blogosfera, está ter conhecido a Elaine Gaspareto, do blog Um Pouco de Mim. Foi meio que paixão a primeira vista! :)  Impossível acompanhar o blog e não gostar dessa mulher maravilhosa, guerreira, carinhosa, disponível. 
Eu poderia escrever muitas coisas sobre ela, mas não vou fazer, sabe por que? Convido você, que ainda não conhece a Elaine, visitar o blog dela e conhecê-la, verá bem quem ela é. E quem já conhece... é fã!

Querida, parabéns pelo dia de hoje!
Peço a Deus que continue a lhe abençoar, sempre e sempre!
Muitas alegrias, paz, saúde e amor!!!!!!
beijo com muito carinho dessa que te gosta e admira demais da conta.
Obrigada por tudo!



foto Lucizinha :)


Aproveita que você vai conhecer o blog da Elaine e participe da Blogagem Coletiva.
Para saber mais é só clicar na imagem

13 de set de 2010

encontro celestial

Estava Bin Laden falando com Deus, e lhe pergunta:
 “Como estará o Afeganistão dentro de 10 anos?”
               Deus lhe responde:
“Estará todo destruído pelas bombas enviadas pelos Estados Unidos.”

Laden se sentou, e chorou.


Estava Barak Obama falando com Deus e lhe pergunta: “
Como estará a América dentro de 10 anos?”
Deus lhe responde:
“Estará totalmente contaminada pelas bombas químicas despejadas pelo Irã.”

Barak se sentou, e chorou.



Estava Dilma Rousseff falando com Deus, e lhe pergunta:
“Deus, comoestará o Brasil dentro de 10 anos se eu for eleita Presidente?”

 Deus se sentou, e chorou!


ótima semana!!!

10 de set de 2010

Vocês devem estar estranhando o fato de eu ter escrito num post que não escreveria mais sobre política. Porém comecei a pensar... Eu que condeno as pessoas que se omitem, estaria comentendo o mesmo erro. Simplesmente ficar chateada e me calar? Não , não vou? Vou sim tentar fazer a minha parte como cidadã e tentar contribuir para o que eu acredito.
Assim decidindo, até as eleições eu vou postar muito sobre política por aqui. Não se omita, não deixe prá lá. Quando recebo email ou vejo algum post a favor de Lula/Dilma, eu paro para ler, quero saber, conhecer. Então acredito que as pessoas que são a favor deles, devem também deve ler o que se escreve contra eles. Precisamos de informaçãoes para decidir melhor.

Eu vou votar em Serra! Em parte é um voto a favor de muita coisa que ele realizou e acho que pode realizar melhor e e parte um voto contra a candidata do governo Lula. Eu creio que será melhor para o meu país.
Eu respeito muito a candidata Marina, mas não creio que ela tenha uma chance de vitória, mesmo todos que acreditam nela votando a seu favor. Sabemos que o país tem um longo caminha antes de eleger uma pessoa assim. Embora eu discorde dela em certos pensamentos, ficaria muito mais orgulhosa que ela fosse a primeira mulher presidente, do que a candidata do governo.

Temo 1 mes pela frente. Não vote de qualquer jeito. Abra a mente para todas as informações. Política é um assunto chato, mas temos que participar. O voto é nossa única arma, não jogue fora, não desperdice. Precisamos para de só reclamar e fazer algo para melhorar.


O PERIGO DO (NOSSO) SILÊNCIO


Leia com atenção e, se puder, repasse para seus amigos.

Diamantina, Interior de Minas Gerais, 1914.
O jovem ' Juscelino Kubitschek ', de 12 anos, ganha seu primeiro par de sapatos.
Passou fome. Jurou estudar e ser alguém. Com inúmeras dificuldades, concluiu o curso de ' Medicina ' e se especializou em Paris.
Como ' Presidente ', modernizou o Brasil. Legou um rol impressionante de obras e; humilde e obstinado, era (E AINDA É ) querido por todos.

Brasília, 2003.
Lula assume a presidência. Arrogante, se vangloria de não haver estudado.
Acha bobagem falar inglês. 'Tenho diploma da vida', afirma..
E para ele basta. Meses depois, diz que ' ler é um hábito chato '.
Quando era ' sindicalista ' ?, percebeu que poderia ganhar sem estudar e sem trabalhar - sua meta até hoje .

Londres, 1940.
Os bombardeios são diários, e uma invasão aeronaval nazista é iminente.
O primeiro-ministro W. Churchill pede ao rei George VI que vá para o Canadá.
Tranqüilo, o rei avisa que não vai.
Churchill insiste: então que, ao menos, vá a rainha com as filhas. Elas não aceitam e a filha entra no exército britânico; como 'Tenente-Enfermeira', e, sua função é recolher feridos nos bombardeios.
Hoje ela é a ' Rainha Elizabeth II '.

Brasília, 2005.
A primeira-dama( ? que nada faz para justificar o título) Marisa Letícia, requer ' cidadania italiana ' - e consegue.
Explica, cândidamente, que quer ' um futuro melhor para seus filhos '.
E O FUTURO DOS NOSSOS FILHOS, CIDADÃOS E TRABALHADORES BRASILEIROS ?

Washington, 1974.
A imprensa americana descobre que o presidente Richard Nixon está envolvido até o pescoço no caso Watergate. Ele nega, mas jornais e Congresso o encostam contra a parede, e ele acaba confessando.
Renuncia nesse mesmo ano, pedindo desculpas ao povo.

Brasília, 2005.
Flagrado no maior escândalo de corrupção da história do País, e tentando disfarçar o desvio de dinheiro público em caixa 2, Lula é instado a se explicar. Ante as muitas provas,
Lula repete o 'eu não sabia de nada', e ainda acusa a imprensa de persegui-lo.
Disse que foi 'traído', mas não conta por quem.

Londres, 2001.
O filho mais velho do primeiro-ministro Tony Blair é detido, embriagado, pela polícia.
Sem saber quem ele é, avisam que vão ligar para seu pai buscá-lo..
Com medo de envolver o pai num escândalo, o adolescente dá um nome falso.
A polícia descobre e chama Blair, ' que vai sozinho à delegacia buscar o filho '.
Pediu desculpas ao povo pelos erros do filho.

Brasília, 2005.
O filho mais velho de Lula é descoberto recebendo R$ 5 milhões de uma empresa, financiada com dinheiro público. Alega que recebeu a fortuna vendendo sua empresa, de fundo de quintal, que não valia nem um décimo disso.
O pai, raivoso, o defende e diz que não admite que envolvam seu ' filhinho nessa sujeira'? ? ?

Nova Délhi, 2003.
O primeiro-ministro indiano pretende comprar um avião novo para suas viagens.
Adquire um excelente, brasileiríssimo ' EMB-195 ' , da ' Embraer ' , por US$ 10 milhões.
Brasília, 2003.

Lula quer um avião novo para a presidência. Fabricado no Brasil não serve.
Quer um dos caros, de um consórcio franco-alemão. Gasta US$ 57 milhões e, AINDA, manda decorar a aeronave de luxo nos ' EUA '. ' DO BRASIL NÃO SERVE ' .


Vamos dar ao BRASIL uma nova chance ? ? ? Ele precisa voltar para o caminho da dignidade.
Nós não merecemos o desgoverno que se instalou em nosso País e temos a OBRIGAÇÃO de acordar e lutar antes que seja tarde.

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons.'


Martin Luther King

ótimo final de semana!

9 de set de 2010

Editorial jornal O Estado de São Paulo - 09/09/2010

Como nunca antes nesse país

Tão profícua tem sido a atuação do presidente Lula na desmoralização das mais importantes instituições do Estado brasileiro, que se torna missão complexa avaliar o que efetivamente tem sido realizado nesse campo, aí sim como nunca antes neste país. Como a lista é longa, melhor ficar nos exemplos mais notórios.
O presidente Lula desmoralizou o Congresso Nacional ao permitir que o então chefe de seu Gabinete Civil, o trêfego José Dirceu, urdisse e implantasse um amplo esquema de compra de apoio parlamentar – o malfadado mensalão. Essa bandidagem custou ao chefe dagangue o cargo de ministro. Mas seu trânsito e influência dentro do governo permanecem enormes, com a indispensável anuência tácita do chefão.
Denunciado o plano de compra direta de apoio de deputados e senadores, o governo petista passou a se compor com toda e qualquer liderança disposta a trocar apoio por benesses governamentais, não importando o quanto de incoerência essas novas alianças pudessem significar diante do que propunha, no passado, a aguerrida ação oposicionista de Lula e de seu partido na defesa intransigente dos mais elevados valores éticos na política. Daí estarem hoje solidamente alinhadas com o governo as mais tradicionais oligarquias dos rincões mais atrasados do País – os Sarneys, os Calheiros, os Barbalhos, os Collors de Mello, todos antes vigorosamente apontados pelo lulo-petismo como responsáveis, no mínimo, pela miséria social em seus domínios. Essa mudança foi recentemente explicada por Dilma Rousseff como resultado do “amadurecimento” político do PT.
O presidente Lula desmoralizou a instituição sindical ao estimular o peleguismo nas entidades representativas dos trabalhadores e, de modo especial, nas centrais sindicais, transformadas em correia de transmissão dos interesses políticos de Brasília.
O presidente Lula tentou desmoralizar os tribunais de contas ao acusálos, reiteradas vezes, de serem entrave à ação executiva do governo por conta do “excesso de zelo” com que fiscalizam as obras públicas.
O presidente Lula desmoralizou os Correios, antes uma instituição reconhecida pela excelência dos serviços essenciais que presta, ao aparelhar partidariamente sua administração em troca, claro, de apoio político. O presidente Lula desmoralizou o Tribunal Superior Eleitoral, e, por extensão, toda a instituição judiciária, ao ridicularizar em público, para uma plateia de trabalhadores, multas que lhe foram aplicadas por causa de sua debochada desobediência à legislação eleitoral.
Mas é preciso reconhecer que pelo menos uma lei Lula reabilitou, pois andava relegada ao olvido: a lei de Gerson. Aquela que, no auge do regime militar e do “milagre brasileiro”, recomendava: o importante é levar vantagem em tudo. Esse sentimento que o presidente nem tenta mais disfarçar – tudo está bem se me convém – só faz aumentar com o incremento de seus índices de popularidade e sinaliza, por um lado, a tentação do autoritarismo populista, enquanto, por outro lado, estimula a erosão dos valores morais, éticos, indispensáveis à promoção humana e a qualquer projeto de desenvolvimento social.
O presidente vangloria-se do enorme apoio popular de que desfruta porque a economia vai bem. Indicadores econômicos positivos, desemprego menor, os brasileiros ganhando mais, Copa do Mundo, Olimpíada. É verdade, mesmo sem considerar que Lula e o PT não fizeram isso sozinhos, pois, embora não tenham a honestidade de reconhecê-lo, beneficiaram-se de condições construídas desde muito antes de 2002 e também de uma conjuntura internacional política e, principalmente, econômica, que de uma maneira ou de outra acabou sendo sempre favorável ao Brasil nos últimos anos.
Mas um país não se constrói apenas com indicadores econômicos positivos. São necessárias também instituições sólidas, consciência cívica, capacidade cidadã de avaliar criticamente o jogo político e as ações do poder público. Nada disso Sua Excelência demonstra desejar. Oferece, é verdade, pão e circo. Não é pouco. Mas é muito menos do que exige a dignidade humana, senhor presidente da República!

8 de set de 2010

Duas notícias me chamaram a atenção. A primeira foi sobre o protesto na França. O governo quer aumentar em 2 anos o tempo de trabalho para que os trabalhadores se aposentem. 190 cidades fizeram protestos no dia de ontem. Gosto de ver o povo se unir e protestar, coisa que aqui não acontece. Reclamamos, mas nunca fazemos nada. Aqui a maioria das pessoas nem tomam conhecimento do que acontece, sem contar que as coisas são feitas de forma dissimulada.
O trabalhador brasileiro, quando se aposenta recebe apenas 80% do valor que teria direito. Caso queira receber o valor integral, tem que trabalhar mais 3 anos além do prazo correto. Isso por causa de uma coisinha chamada "fator previdenciário". O Congresso e o Senado, há poucos meses votaram a favor de acabar com isso, e o que aconteceu? O Lula vetou! E tudo continuou do mesmo jeito....  É mais fácil continuar tirando dinheiro do trabalhador com a alegação que  a previdência está quebrando, do que ir atrás de tantas empresas que sonegam o pagamento de inss.

A outra notícia é sobre o pastor evangélico americano que pretende queimar o alcorão nosábado próximo, aniversário do 11 de setembro. Além disso ele defende um dia internacional de queima do livro sagrado dos mulçumanos. O que mais me chama atenção nesse tipo de atitude e muitas outras que vamos vendo por aí, é como as pessoas faltam ao respeito e tomam atitudes erradas em nome de Deus. Até mesmo nos cristãos, vejo as pessoas mais presas ao antigo do que ao novo testamento.
Quando li sobre a França querer proibir que as mulheres mulçumanas usem o véu, pensei na mesma coisa, a falta de respeito para com a escolha do outro.
Não precisamos ir tão longe. Vemos no dia-a-dia pessoas acusando e julgando outras de religião diferente. Todo mundo é dono da verdade. Para isso acabar bastaria lembrar uma passagem: "não julgues para não seres julgados, pois da mesma forma que julgar, será julgado". Uma vez, evangélicos (hoje existe no Brasil mais de 600 denominações evangélicas), entraram na igreja que eu frequentava e se colocaram ao lado das pessoas que participavam da missa e começaram a apontar para as imagens dos santos e falarem aquela velha ladainha sobre imagens. Não é o fim da picada? Invadir uma igreja para isso? Será que Deus fica satisfeito com isso? Mas é em nome de Deus que se faz.
Dei um exemplo, mas isso acontece em todas religiões em relação a outras. Quem crê em Deus e segue seus ensinamentos não pode faltar ao respeito com o outro por ter uma escolha diferente. Acho que está faltando as pessoas conhecerem melhor a Bíblia, os ensinamentos de Deus e seguí-los. Afinal, bastaria um dos mandamentos para que o mundo tivesse paz: Amar o seu próximo. "Amai-vos uns aos outros, como Eu vos amei!"  Mas... cada um tem a verdade em seu poder, e esquecem do que é realmente importante.

Uma ótima semana!!!!

7 de set de 2010

Que tal participar de uma blogagem coletiva?

A Elaine nos convida para essa blogagem que não é muito fácil, pois devemos escrever sobre o melhor de nós, e falar de nós mesmo nem sempre é fácil, principalmente falar do que temos de bom. Ou estou errada? De qualquer forma convido vocês a participar dessa comemoração do aniversário do blog da Elaine, Um Pouco de Mim. Clica aqui e conheça as regras.

Tenho postado pouco por aqui e o principal motivo é administração do meu tempo. Esse mundo virtual é muito grande e de repente a gente percebe que precisa criar limites e fazer escolhas. Excluí meu perfil pessoal no orkut e levei os amigos para o perfil de trabalho, assim posso me relacionar num só lugar. Aliás muitas vezes até esqueço de entrar no Orkut, quando já fui uma viciada. Tenho perfil no twitter, mas entrei poucas vezes e evito para não me viciar, sei bem como é. Diariamente recebo convite para facebook e outros sites de relacionamento, mas não me atrevo a entrar nem para ver como é. Gosto de fazer as coisas bem feitas e sei que o tempo não dá para tudo. Ultimamente consegui mudar em relação ao MSN. Acreditem, essa semana que passou não netrei lá uma só vez, e olha que ficava aberta o dia todo. Antes disso eu havia limitado o número de contatos por lá. Só mantenho mesmo as pessoas com quem converso, nada de 100 contatos para ficar só dando oi. Também exclui as pessoas que sumiram desde que criaram a possibilidade de você conversar estando off. Me incomoda eu só poder conversar com a pessoa se ela falar comigo. Ela sabe quando estou on line e eu nunca sei, virou uma relação de mão única. Uma pessoa me disse para eu perguntar se a pessoa está lá. Caramba, eu posso perguntar e ela estar, mas pode não me responder, concorda? e eu vou fazer papel de boba. Não, não gosto disso.
Enfim, de tudo o que escolhi para ser o principal na minha vida virtual foi a blogosfera. Só ela já ocupa muito tempo. Escolhi o Postando sobre Artes para ser o blog principal, onde sempre escrevo, pois é onde tenho mais prazer. Lá falo um pouco de mim também, o que antes só fazia aqui no Vida. Então, se quiser, pode me acompanhar lá também, basta clicar aqui.
Ao invés de escrever no Vida todos os dias, tirei esse tempo para poder ler mais os blogs que acompanho e poder comentar em mais deles. Andei meio enrolada, mas agora estou podendo me dedicar mais a isso, sinto falta de ler os amigos , de ver os trabalhos qque fazem. No final de semana pude fazer mais isso e foi muito bom. E já que estou falando sobre comentários...  Duas pessoas já comentaram comigo que quando comentei nos blogs delas, me responderam e escreveram algo que eu devria ter respondido, mas não o fiz. Acontece que o tempo já é pouco para fazer visitas e comentar. Se no dia seguinte eu tiver que voltar a todos que fui no dia anterior para ver se a pessoa me escreveu algo, tou perdida. Por isso que sempre respondo as pessoas no blog delas e peço, que se você quiser me responder e que eu veja, o faça aqui ou por email. Realmente eu não volto aos posts onde já passei. Claro que ninguém é obrigado a fazer isso, mas saiba que se me escrever lá, eu não verei. É uma das coisas que me faz economizar tempo, acho que isso facilita.

Para terminar o post de hoje, que falar sobre o post anterior. Claro que recebi emails sobre ele... Quero deixar claro que o objetivo do post não foi agredir ninguém. Esse é meu espaço e tenho o direito de escrever nele o que penso e sinto, simples assim. Foi um desabafo, nada mais. Acredito na democracia. Respeito a opinião de todos, mas isso não quer dizer que preciso concordar com elas. Infelizmente tem gente que fala de democracia, mas desde que você concorde com a opinião dela. Se não for assim, logo dá um piti.

Li uma frase num email que recebi que dizia que a Dilma não fugiu para o exílio, que ficou e brigou. Aí eu me pergunto... Os exilados foram porque quiseram? Por opção? As pessoas falam sem nem saber do que falam, e isso me deixa triste. Lute sim, pelo que você acredita, mas saiba do que está falando, estude, leia, conheça, tenha base. Senão você só vai passar por bobo diante daqueles que conhecem história, que leem sobre tudo num jornal e não só o que lhes interessa.. Enfim, vou continuar a escrever aqui no meu espaço, aquilo que sinto e penso. Você discorda? É um direito seu e eu respeito. Pode comentar aqui a vontade discordando de mim que não vou ficar chateada, só não o faça com agressividade, nem aqui nem por email, pois nem vou responder.

De resto, estou aqui na maior preguiça, corpo pedindo prá voltar prá cama hehehe Tempinho fresco e convidativo para tal. Mas o trabalho me chama.

beijo grande e ótima semana

2 de set de 2010

Provavelmente seja a última vez que escrevo aqui sobre esse assunto, ou melhor, sobre o tema: política. Eu não consigo definir direito o sentimento que toma conta de mim ao ver que Dilma será eleita presidente do meu país, já no primeiro turno. Um sentimento pior que o que tive quando vi Lula ser reeleito depois de todos os escândalos no seu primeiro mandato.
Infelizmente é verdade, cada povo tem o governo que merece. Sempre que vejo um candidato que não é o meu, ganhar uma eleição, torço para que ele faça um bom governo para o meu povo. Porém tenho que ser sincera, dessa vez não será assim. Quero ver , aah como quero ver...
Estou entre uma minoria que assiti o programa eleitoral e quero sim ver e tenho certeza que verei, Jean Wullians (ex-BBB), Mulher Melão, Tati Quebra-Barraco, Romário e uma grande turma de... eleitos. O povo brasileiro tem mais que se f... É o que sinto de coração.
Um povo cego por opção, um povo onde cada um pensa só em si, um povo ignorante (e não me refiro só as pessoas de baixa renda).
Mulheres que vão votar numa bandida porque ela é mulher, simplesmente.Pessoas que repetem coisas que ouviram em algum lugar sem ao menos se preocupar se é verdade ou não. Um "povo" que acredita que quem vai governar é a Dilma.
Eu poderia escrever tanta coisa que vejo, leio, entendo, mas não vou fazer, pois não acredito que valha a pena, é perda de tempo.
Que continue no governo o amigo de Hugo Chaves e Mahmoud Ahmadinejad , o homem que diz que o Holocausto não existiu.
Eu desisto. Desisto não dos políticos, mas do povo brasileiro. Os políticos desse país estão certos! Esse povo merece ser roubado, merece sofrer a falta de educação e saúde, que D. Dilma diz que agora o governo poderá dar atençao a isso. Não tiveram tempo durante oito anos. Mas para que? Um semi-analfabeto é presidente!
Ainda tem gente que diz que quem elege Lula e sua turma é o pessoal que recebe Bolsa Família. Mentira! Chico Buarque apoiou Lula no segundo mandato. Tenho amiga professora universitária que apoia Lula e Dilma.
Do que o Brasil precisa para acordar e se tornar responsável?
Enquanto isso estou de luto. Espero que ninguém venha no meu ouvido reclamar de nada, pois temos como decidir, mas prefirimos lavar as mãos.
Sim, agora não torço por mais nada... Colhe-se o que planta!

Não, não estou revoltada, antes estivesse porque passaria logo. Estou triste, decepcionada.
Quem sabe se também fosse cega....

......................................................

CADEIAS BOAS MESMO ERAM AQUELAS DOS ANOS 70 E 80.


ELAS SIM REABILITAVAM OS PRESOS.
MODELO BRASILEIRO PARA TODO O MUNDO.
NENHUM PAÍS CONSEGUIU REABILITAÇÃO IGUAL.
QUE MARAVILHA DE EXEMPLO.
ORGULHO BRASILEIRO.

ENTRARAM:
- GUERRILHEIROS,
- TORTURADORES,
- FRAUDADORES,
- TRAFICANTES,
- CORRUPTOS,
- LADRÕES,
- ASSASSINOS E
- SEQÜESTRADORES.

E SAÍRAM:

- GOVERNADORES,
- MINISTROS,
- PREFEITOS,
- DEPUTADOS,
- SENADORES,
- VEREADORES,
- UM PRESIDENTE,
- E UMA CANDIDATA A PRESIDENTE. (que já está eleita)
 
Você sabia que Dilma não pode entrar nos Estados Unidos porque lá crime não prescreve?
 
..................................
 
VOU CONFESSAR: Morro de medo de Dilma Rousseff.

Esse governo que tem muitos acertos, mas a roubalheira do governo do PT e o cinismo descarado de LULA em dizer que não sabia de nada nos mete medo.
Não tenho muitos medos na vida, além dos clássicos: de barata, rato, cobra.
Desses bichos tenho mais medo do que de um leão, um tigre ou um urso, mas de gente não costumo ter medo.
Tomara que nunca me aconteça, mas se um dia for assaltada, acho que vai dar para levar um lero com os assaltantes (espero). Não me apavora andar de noite sozinha na rua e, não tenho medo algum das chamadas "autoridades", só um pouquinho da polícia, mas não muito.

Mas de Dilma não tenho medo; tenho pavor.

Antes de ser candidata, nunca se viu a ministra dar um só sorriso, em nenhuma circunstância. Depois que começou a correr o Brasil com o presidente, apesar do seu grave problema de saúde, Dilma não para de rir, como se a vida tivesse se tornado um paraíso.

Mas essa simpatia tardia não convenceu. Ela é dura mesmo.

Dilma personifica, para mim, aquele pai autoritário de quem os filhos morrem de medo, aquela diretora de escola que, quando se era chamada em seu gabinete, se ia quase fazendo pipi nas calças, de tanto medo.

Não existe em Dilma um só traço de meiguice, doçura, ternura. Ela tem filhos, deve ter gasto todo o seu estoque com eles e não sobrou nem um pingo para o resto da humanidade.
Não estou dizendo que ela seja uma pessoa má, pois não a conheço; mas quando ela levanta a sobrancelha, aponta o dedo e fala, com aquela voz de general da ditadura no quartel, é assustador.
E acho muito corajosa a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira, que enfrentou a ministra afirmando que as duas tiveram o famoso encontro. Uma diz que sim, a outra diz que não, e não vamos esperar que os funcionários do Palácio do Planalto contrariem o que seus superiores disseram que eles deveriam dizer. Sempre poderá surgir do nada um motorista ou um caseiro, mas não queria estar na pele da suave Lina Vieira.

A voz, o olhar e o dedo de Dilma, e a segurança com que ela vocifera "suas verdades", são quase tão apavorantes quanto a voz e o olhar de Collor, quando ele é possuído. Quando se está dizendo a verdade, ministra, não é preciso gritar; nem gritar nem apontar o dedo para ninguém. Isso só faz quem não está com a razão, é elementar.

Lembro de quando Regina Duarte foi para a televisão dizer que tinha medo de Lula; Regina foi criticada, sofreu com o PT encarnando em cima dela - e quando o PT resolve encarnar, sai de baixo. Não lembro exatamente de quê Regina disse que tinha medo -nem se explicitou-, mas de uma maneira geral era medo de um possível governo Lula.. Demorei um pouco para entender o quanto Regina tinha razão.

Hoje estamos numa situação pior, e da qual vai ser difícil sair, pois o PT ocupou toda a máquina, como as tropas de um país que invade outro. Com Dilma seria igual ou pior, mas Deus é grande..
Eles não falaram em 20 anos? Então ainda faltam quase 13, ninguém merece.


Não pode PT, Dilma e alguém da "turma do Lula".

(Marilia Gabriela)