15 de jul de 2011

existe o mal que vem para o bem, existe sim ;)

Eu contei aqui que a partir de 1º de julho eu faria algumas mudanças na minha vida. Não sei com vocês, mas sempre que tomo uma decisão, sinto que coisas acontecem e ajudam para realizar meu desejo.
Outro dia postei um texto que falava de sinceridade e grosseria. O que me levou a postá-lo é que vira mexe me deparo com atitudes assim, pessoas que em nome da sinceridade, são grosseiras, e não são uma ou duas, são diversas, e muitas blogueiras já experimentaram isso em comentários, principalmente quando são anônimos. Mas há uma outra categoria que é pior, maldade! sim, tem gente que é má.
Final de semana passei por isso, experimentei a maldade de uma pessoa. Não, eu não fiquei com raiva, não tive vontade de revidar, não fiquei puta da vida, só triste. Esse tipo de coisa me entristece, seja comigo ou outra pessoa, e nem é pelo que foi dito, porque na verdade não me agride como possam imaginar, mas por ver o lado negro das pessoas e saber que isso existe mais do que se imagina. Ainda tem a covardia, porque a pessoa não fala com você, fala por trás e se não fosse alguém ter perguntado sobre, copiando o que ela disse, eu nem saberia do acontecido.
Uma das coisas que mais quero nos últimos anos, é só ter coisas e pessoas boas na minha vida, o resto eu descarto. Se afastar de gente ruim, negativa, só permite que a vida possa lhe levar para novos e melhores caminhos, porém muitas vezes a gente é teimoso e ficamos ali marcando passo, é o livre arbítrio. Passado o susto inicial, comecei a pensar, a observar e vi que um dos objetivos que eu queria nessa mudança, estava concretizando. Hora de peneirar!!! Me refiro as pessoas que mudaram comigo por conta do acontecido.
Sei que muita gente não entende certas posições minha, valores que defendo, modo de pensar que eu tenho, brigar pelo que acredito, enfim.... Sei também que muita gente me acha chata e isso nem me aborrece, é um direito de cada pessoa, ninguém é obrigado a gostar de todo mundo, ah mas é obrigado a respeitar. Sem contar que eu também acho muita gente chata.
O maior problema nas redes sociais onde você pode apenas escrever algo sem ter necessariamente de se dirigir a alguém, como o Twitter, o Facebook e o Google+, para mim, é o fato de você escrever algo e pessoas acharem que é indireta para ela. O segundo é que acham que você só segue, quem ela também segue, e não é assim. E aí você é agredida por algo que escreveu, alguém repassou e quem nem te segue nem você a segue, resolve tomar para si o que você escreveu... é o ó do borogodó.
Como eu disse, quando vc acredita e está aberta para receber, o Universo conspira a nosso favor e Deus transforma todo mal em um bem. Pessoas partem, pessoas chegam, e no meio de tudo isso você vê quem é importante e quem não é.
Eu sempre me posiciono diante de coisas que me acontecem, de coisas que faço parte e por isso eu não poderia deixar de escrever esse post. Os sentimentos que restaram de tudo isso foi o de tranquilidade em relação a quem sou e acredito e de pena por coisas assim acontecerem.

Ah! o que eu escrevi? Que não entendo as pessoas que assistem programas e ficam falando mal o tempo todo. Já me disseram que isso é divertido, que bom! mas que eu não entendo, não entendo, prefiro assistir algo que goste.

beijos e um ótimo final de semana com as pessoas que vc gosta e sabe que também gostam de você, o resto... a gente esquece! :)
A vida é muito curta ...

PS . Por conta de anônimos que desde o acontecido vieram me encher o saco, os comentários passaram a ser moderados. E nesse post em especial, nenhum comentário será publicado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário