29 de abr de 2013

uma nova experiência... difícil, mas sobrevivi.

Eu não tenho problema algum por morar sozinha, ao contrário, gosto muito. É claro que só consegue viver bem assim, quando se olha as coisas boas disso, como fazer o que quer, quando quer, do jeito que quer. Quando você tem muitas coisas para ocupar seu tempo e ele acaba sendo pouco para tudo que quer fazer. E principalmente, quando você vive bem consigo mesmo. Ah e tem a parte de não ficar olhando para como seria se você tivesse uma família e tal, porque ficar pensando no "se" não lhe permite viver o que você tem. Tudo tem o lado bom e ruim e eu olho o lado bom do que eu tenho e o aproveito muito.


Mas se tem um momento que sinto falta de alguém é quando fico doente e a saudade maior é de mãe. A minha sempre nos tratou com muito carinho e atenção nesses momentos e sinto muito a sua falta, a gente quando doente virá meio criança, não importa a idade que tenha.
Desde que perdi a minha, minhas doenças foram gripes, crises alérgicas ou da fibromialgia. Porém desde quarta-feira passada uma virose se apoderou de mim, mas não uma qualquer, uma das grandes, com tudo de dengue sem ser dengue. Graças a Deus ela chegou no momento em que eu tinha encerrado um período de muito trabalho, e como eu andava dormindo muito mal e comendo pior ainda, creio que ajudou para que ela fizesse mais estrago. Estou no sexto dia e ainda me sinto longe de me sentir bem. Foi o pior momento de morar sozinha, como faz falta alguém para cuidar da gente. Claro, a gente sobrevive pois não tem jeito.
Foi mais um experiência que me ensinou muito, já que é na dor que mais aprendemos. Senti falta de abraço, de uma comidinha na cama sem que eu tivesse que levantar para fazer, de amparo na hora que passava mal, e outras coisinhas que fazem diferença.
Eu que já pensava em fazer umas mudanças na minha vida (leia post anterior), tive tempo e pude avaliar outras mudanças, mudanças de hábito, na forma de ver coisas e pessoas. O corpo doeu muito, mas o coração doeu muito mais. Mas da próxima vez será mais fácil :)
Agradeço a Deus pela força que me deu para viver esse momento <3


Preciso adotar um ratinho.



6 comentários:

  1. ô minha amiga, gostaria de poder estar aí e cuidar de vc. Você precisa de alguém perto, que possa estar com vc nas horas difíceis. Marido não é aconselhável, porque são raros os que ajudam nessas horas....kkkkk. Uma empregada é caro (ainda mais hoje em dia), mas uma faxineira uma vez por semana, que pudesse fazer comida numa hora dessas..... sei lá. É difícil mesmo. Agora, para companhia, nada melhor que um cachorro..... melhor coisa do mundo.
    Espero que vc melhore logo.
    bjs
    Sônia

    ResponderExcluir
  2. Sabe quando minha filha está doente eu sempre tento abraçá-la mais e falo:
    - "Carinho de mãe ajuda a suportar a dor"
    Sei disso na prática e admito "EU NÃO SEI VIVER SOZINHA". Preciso ter alguém para abraçar e me abraçar mesmo que não seja voluntário.
    Se ninguém me abraça eu me sinto péssima, então corro até a pessoa mais próxima e peço abraço. Quando trabalhava fora, era comum chegar no trabalho e pedir abraço. Hoje meus antigos colegas de trabalho são amigos e falam que aprenderam a abraçar comigo (de tanto eu pedir...rsrs)
    Adorei sua forma de abrir seu coração e olha você é um exemplo de força e resistência. Desejo que nunca mais você tenha uma virose tão forte e que seja muito feliz.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Puxa, Luci! Fico daqui torcendo pra que fiques bem e te sintas melhor logo. beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Sempre saimos mais fortes das nossas experiências, mas, concordo com você, é muito gostoso ter alguém para cuidar de nós, nos dá carinho. Tenho meu marido, filhos estão todos longe, mas, ninguém substitui o carinho e amor de mãe.

    Xerocas carinhosas e melhoras

    ResponderExcluir
  5. Sempre que me sinto mal vejo como é importante ter alguém pronto para nos socorrer. Admiro quem consegue viver só, eu nao daria conta.
    Mas, alegro-me por você estar melhor. Cuide-se bem. Bjks. Neli Alves

    ResponderExcluir
  6. Querida Luci que os anjos providenciem sua melhora com
    urgência! Um beijo carinhoso
    Karin Montone

    ResponderExcluir