27 de out de 2013

Opções, sempre temos!

Há muitos anos eu ouvi a Glória Menezes dizer que "Envelhecer é quando nosso corpo não acompanha mais nossa mente". Nunca me esqueci disso, e hoje aos 54 anos eu já sei o que ela quis dizer. Porém também penso nas coisas que ainda podemos fazer, mesmo com 50, 60, 70 anos, e que não fazemos por medo do ridículo.
Eu moro sozinha, então posso fazer algumas "doideras" que não há ninguém para ver e me recriminar, ou se assustar. Agora mesmo fui levar meu prato sujo para colocar na pia da cozinha e começou a tocar na rádio (só ouço a MPB FM), Lulu Santos cantando As Curvas da Estrada de Santos". Comecei a dançar, de olhos fechados, as vezes batendo na geladeira, de um lado, ou na pia de outro. Delícia!!!
Há breves momentos que não tem preço! E eu que já fazia algumas coisas, agora farei mais e sem me importar com quem vai ver, e com o que vão pensar, pois junto com o "chutar o balde" que escrevi no post anterior, veio a decisão mais importante da minha vida. Decisão essa que nunca poderei contar para ninguém, pois ao invés de verem o resultado positivo, iriam ficar falando do que eu sentia e pensava antes. Nossa, como é ruim isso, não poder dividir algo com ninguém! O importante é que após muito tempo estou pensando diferente e vou tentar manter isso, apesar de. Que Deus me ajude e abençoe!


3 comentários:

  1. Que bonito, me fez pensar em tantas coisas, faça td q quiser e desejar, a opiniao alheia?Deixe de lado, preste contas somente a DEUS, boa sorte e Felicidades! Chrys Melo

    ResponderExcluir
  2. Tô com você e não abro Luci, seja muito feliz e muito abençoada, abraços carinhosos Maria Teresa

    ResponderExcluir