28 de dez de 2014

Um papo com o ano que vai e com o que vem

2015, eu tenho uma coisa para lhe contar... Não se engane, apesar de nesse momento todos ansiarem por você, quando estiver perto de você terminar a maioria estará desejando que você vá logo embora e nem vai querer lembrar que você existiu, assim como estão fazendo com 2014, e fizeram com os anos anteriores. Eu explico... é que infelizmente só vão lembrar das coisas ruins, dos momentos difíceis, esquecerão tudo de bom que você lhes proporcionou. Esquecerão dos momentos especiais, dos momentos aparentemente simples, mas cheios de significados, do quanto aprenderam e amadureceram e principalmente, que chegaram no seu final, que venceram as dificuldades. Sim, eles acham que você pode ser um ano onde nada de ruim irá acontecer, que você dará a eles tudo que querem, e nós sabemos que todo ano traz sua cota de problemas, de tristezas, de decepção, de dificuldades, mas também traz alegrias, realizações, surpresas boas, momentos únicos. Mas não ligue, seja o que tem que ser, siga seu caminho, e que no seu final eu possa lhe agradecer por tudo que me proporcionou, de bom e ruim, e que eu tenha o mesmo sentimento que tenho agora em relação a 2014, de agradecimento.
Ah 2014, e você não fique triste não, para mim você foi melhor que muitos outros, mas eles me fortaleceram e amadureceram para que eu o aproveitasse mais. Obrigada por cada alegria, cada esperança, cada momento com os que amo, cada nova amizade, por cada pessoa que saiu da minha vida, mesmo que no momento eu não entendesse. Obrigada por minha saúde, por eu não ter perdido a fé, por meu trabalho, pelo alimento, por ter um teto, por ter o que vestir, por poder partilhar e compartilhar, e por saber que você me preparou para que eu possa viver melhor e aproveitar mais 2015. E me desculpe pelos momentos que disperdicei me lamentando, ou reclamando ou que eu simplesmente não vi passar me preocupando com o futuro e esquecendo do presente.
Adeus 2014! Bem-vindo 2015!
Obrigada! 

24 de dez de 2014

Reflexão do Papa Francisco sobre o Natal

Seis meses sem vir ao blog... sinto vontade de escrever, mas uma coisa e outra e não venho.

Acabei de ler essa reflexão sobre o Natal escrita pelo Papa Francisco e não podia deixar de postá-la.

“O Natal costuma ser sempre uma ruidosa festa; entretanto se faz necessário o silêncio, para que se consiga ouvir a voz do Amor. 
Natal é você, quando se dispõe, todos os dias, a renascer e deixar que Deus penetre em sua alma. 
O pinheiro de Natal é você, quando com sua força, resiste aos ventos e dificuldades da vida. 
Você é a decoração de Natal, quando suas virtudes são cores que enfeitam sua vida. 
Você é o sino de Natal, quando chama, congrega, reúne. 
A luz de Natal é você quando com uma vida de bondade, paciência, alegria e generosidade consegue ser luz a iluminar o caminho dos outros. 
Você é o anjo do Natal quando consegue entoar e cantar sua mensagem de paz, justiça e de amor. 
A estrela-guia do Natal é você, quando consegue levar alguém, ao encontro do Senhor. 
Você será os Reis Magos quando conseguir dar, de presente, o melhor de si, indistintamente a todos. 
A música de Natal é você, quando consegue também sua harmonia interior. 
O presente de Natal é você, quando consegue comportar-se como verdadeiro amigo e irmão de qualquer ser humano. 
O cartão de Natal é você, quando a bondade está escrita no gesto de amor, de suas mãos. 
Você será os “votos de Feliz Natal” quando perdoar, restabelecendo de novo, a paz, mesmo a custo de seu próprio sacrifício. 
A ceia de Natal é você, quando sacia de pão e esperança, qualquer carente ao seu lado.
Você é a noite de Natal quando consciente, humilde, longe de ruídos e de grandes celebrações, em silêncio recebe o Salvador do Mundo. 
Um muito Feliz Natal a todos que procuram assemelhar-se com esse Natal.
Papa Francisco
 

Que Jesus renasça em seu coração e de sua família! Um Natal muito feliz!